Avançar para o conteúdo principal

Compreendem?


Conseguimos, nós adultos, compreender a atitude dos maus, dos que têm armas e daqueles que não as têm? Eu não.
Eles não são nada simpáticos e nós temos mesmo que estar muito atentos mas, não adianta mudar de casa, eles estão mesmo em qualquer lugar. Quantas vezes ao nosso lado. Uns têm pistola, outros falta de princípios, de valores e de  humildade. Uns vão por aí espalhando tiros, bombas, outros espalham o terror com a palavra. Todos eles são maus, tão maus que tal como uma planta daninha nada os consegue aniquilar. 
As flores servem para encobrir, para tentar embelezar actos feios, para  camuflar a realidade, para homenagear quem partiu  mas, não protegem. 
Quem me dera acreditar que há alguma coisa que nos possa proteger dos maus, que uma flor pode transformar uma mente doente em alguém são. Nem esta criança ficou convencida disso.

Mary Brown

Comentários

Fê blue bird disse…
Amiga, quem consegue compreender e explicar, ainda mais a uma criança, esta violência,este ódio.
Infelizmente as crianças, que são o futuro, já convivem com esta realidade, através da televisão e dos jogos.
Que sociedade e que futuro estamos a criar? A banalização e a indiferença vão fazer parte do dia a dia.

Um beijinho
Mary Brown disse…
Amiga já fazem. Infelizmente pouco podemos fazer para alterar isto. Eu com este blog tentei alterar muita coisa que me parecia errada mas acabei vencida pelas atribuições numéricas que me foram dando e que servem apenas para justificar o injustificável. Os direitos arderam e com eles foram-se consumindo todos os meus incentivos. Andamos cansados deste mundo que criaram de onde até a segurança fugiu. Será que tem que pagar sempre o inocente neste jogo do poder?
Beijinhos
Oi, amiga
Resta-nos o lar, como uma forte e
única trincheira...
Um fraterno abraço. Parabéns.
Sinval.
Mary Brown disse…
Sinval alguns nem no lar estão seguros e estou a lembrar-me dos que sofrem de violência domestica.
Obrigada
Briseis disse…
Olá... estou há tanto tempo fora, mas gostei de regressar aqui e ver que isto é o mesmo. Um sítio onde se questiona, onde se lamenta o mau que o presente trouxe, mas também um sítio onde alguns poucos se unem no desejo de que tudo melhore. Um beijinho
Mary Brown disse…
Briseis também ando há muito tempo fora da blogsfera, infelizmente, porque adoro este espaço. Temos que fazer opções na vida e eu tenho optado por fazer felizes os meus animais que têm aumentado muito. Sempre que tenho um bocadinho é a eles que me dedico. No entanto nunca esquecemos as pessoas que aqui conhecemos e tu que tens estado fora sabes disso.
Espero que estejas muito bem e muito feliz. Beijinho Grande para ti.
redonda disse…
Um Bom Ano!
um beijinho
Gábi
Mary Brown disse…
Gábi obrigada. Espero que 2016 seja melhor para todos nós. Beijinho Grande para ti
Briseis disse…
Mary, venho agradecer a torrente de comentários no meu blog... =) e responder à pergunta que me deixaste... sim, o meu amor continua comigo. Mas não somos os mesmos... o que é compreensível, não é? afinal, já lá vão quase três anos... e tem-me sido difícil confiar e ser parte de uma equipa, porque nunca o fiz antes e os meus medos às vezes tomam conta de mim e fazem-me duvidar. têm sido dias difíceis e eu sei que isso transparece. Obrigada por perguntares...
Mary Brown disse…
B onde anda o teu e-mail? Preciso de falar contigo mas em particular. Beijinhos
✿ chica disse…
Que triste mesmo isso e nada pode encobrir os maus. Uma pena que esse mal exista! bjs, tudo de bom,chica
Carmem Grinheiro disse…
Também é coisa que não consigo compreender e, acredite, esforço-me imenso para conseguir ter um vislumbre que seja, que me permita entender qualquer coisa.
Mas, como com todo o resto, se não entrarmos na essência do ser, se não nos igualarmos, não temos hipótese de entender. Podemos apenas tecer teorias.
E há tantos "maus " à nossa volta, mesmo no nosso meio, a nosso lado. Nós vemos rostos, máscaras. Apenas isso. Quantas vezes vemos sorrisos e doces olhares onde não conseguimos ler o que escondem: são homens lindos e bons a espancar, violar, aterrorizar, a matar; são mães que pariram a maltratar, a matar; são filhos que as mães pariram e amamentaram e cuidaram uma vida inteira a maltratar, a azucrinar, a roubar, a matar as próprias mães que os carregaram e que os perdoaram como só uma mãe sabe perdoar...
São tantos maus...
As flores todas do mundo não conseguem esconder-lhes a crueldade.

deixo aqui um bj amg
Mary Brown disse…
Carmem é cada vez mais dificil entender o mundo em que vivemos. Penso que há muito se devia ter parado para pensar e tomar decisões. Agora a maldade tomou umas proporções dificil de controlar. Sempre que o materialismo for posto antes do humanismo vencerá a violência quando não se poder consumir. Deixou de se dar importância a valores essencias por isso pouco se pode esperar desta sociedade.
Beijinhos.
Johnny disse…
Mary, Mz, Briseis, não sei como é que aqui vim parar... Mas beijinhos dos tempos dos blogues.
Johnny disse…
Mary, Mz, Briseis, não sei como é que aqui vim parar... Mas beijinhos dos tempos dos blogues.

Para onde foram todas as flores - https://www.youtube.com/watch?v=ixcD-iO59zA - Where Have All The Flowers Gone
Mary Brown disse…
Johnny eram bons tempos! Tenho saudades, muita coisa mudou nas nossas vidas entretanto mas não nos esquecemos dos amigos, nem que sejam virtuais.
Beijinhos
Mary Brown disse…
Existe Sempre Um Lugar vale mais tarde do que nunca e aqui estou para agradecer a visita e o comentário

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…