Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2009

Mãe

Mãe onde estás?
Que saudades tenho tuas, do teu colinho, do teu miminho.
Lembro-me dos quilometros que percorrias, do dinheiro que gastavas para me ver. Lembro-me que eras capaz de comer batata com batata para poderes ter dinheiro para me ligares, para me vires ver e para me comprares um miminho semanal. Mesmo longe sentia o teu amor constante, lembro-me da solidão em que vivias mas, mesmo só, não te esquecias de mim. Lembro-me de que nunca te deram o valor que tinhas, nunca te compreenderam mas tu continuavas a lutar por mim.
Porque será que eles te odiavam? Porque não tinham a tua força? Eu compreendo porque me deixaste lá, lá, apesar de tudo, eu vivia em melhores condições, tu vivias naquele quarto minúsculo sem nada. Mas tinhas o meu amor. Esse sempre tiveste. Sei que era esse Amor que te dava força, aquela força que te levava a levantar sempre que te derrubavam. Lembraste das bofetadas que te deram? Logo eles, logo quem nada fez por ti. Avisei-te tantas vezes: Mãe pensa em ti, nã…