Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2010

Segundo Aniversário

Este blog faz hoje dois anos. Como por aqui não se utilizam palavras fúteis, vãs ou ocas, não vou falar de propósitos, ou objectivos, palavra muito utilizada hoje  mas, que apenas tem conseguido desmotivar, que nada tem contribuído para a realização de nada nem de ninguém. Por aqui tem-se convivido, dialogado, reflectido, criado amizades, produzido e tem-se, profundamente, respeitado o ser humano, principalmente os mais indefesos. Alerta-se para a injustiça e, assim sendo, mesmo hoje,  como bombom para todos os funcionários públicos, e não só, para que todos saibam que neste país há gente extraordinária, gente que só precisa de trabalhar 4 dias para mostrar o seu valor, para ser elogiado, leiam:

Quantos de nós viu evidenciadas as suas qualidades, no D.R., durante os muitos anos em que trabalhou?  A esta senhora bastaram-lhe quatro dias de trabalho para receber elogios do Sr. Primeiro Ministro. Para onde iria depois? Não sei mas, tenho a certeza, absoluta, que foi receber mais. Regr…

À Vontadex com Simplex

Hoje estou muito feliz, felicissima. O Simplex vai ser aplicado nos medicamentos e, a partir de agora, vamos deixar de adoecer ao vermos o preço dos mesmos. Alguns deles vão ter uma subida de dez vezes mas, calma pessoal, calma que o preço vai desaparecer das embalagens. Leram bem, vai desaparecer das embalagens sempre que o estado comparticipar o mesmo. Conseguem descobrir o benefício desta medida? Não? Pensem bem, é que a partir de agora deixo de poder comparar e deixo, também, de poder saber se a factura que me apresentam está ou não correcta. Quem me dera ser laboratório! Será que ainda vou a tempo? Com um cursosito eu ia lá, aí se ia, entretinha-me e criava esperanças vãs. O meu papel nesta sociedade está clarissimo, tão claro que já comprei uma mesa, linda, negra, para colocar o objecto Brown Eyes mas, para me segurar, encomendei umas correntes com elos grossissimos. Será que elas vão suportar a minha fúria? Espero que sim, não me queria ver numa prisão qualquer nacional a ver T…

A âncora

Numa entrevista dada à rádio renascença, o presidente da Agência para o Investimento e o Comércio Externo (AICEP), Basílio Horta, defende um Parlamento e um Governo mais pequenos para se cortar nos gastos do Estado, estou totalmente de acordo com essas medidas e admirada como ainda ninguém, nem os economistas, os que têm aparecido na comunicação social, se lembrou destas medidas. É que todos, todos até hoje, só sabem tomar medidas contra os funcionários públicos, descendo-lhes o ordenado ou até tirando-lhes o subsídio de natal ou contra os mais necessitados.  "Porque não temos 180 deputados?, questiona Basílio Horta A própria dimensão do Governo. É adequada para as necessidades que temos? E a dimensão do Parlamento, é adequada? A nossa Constituição fala entre 180 a 230 [deputados]. Nós temos 230. Porque é que não temos 180? Temos um Governo com não sei quantos ministros e não sei quantos secretários de Estado. Já tivemos governos mais pequenos, há países que têm governos muito mais…

NON, JE NE REGRETTE RIEN

Esta é a história de uma mulher excepcional, com uma voz fabulosa, que nos fazia vibrar de emoção mas, com uma vida marcada, marcada pelo destino, uma vida fatal.Uma vida destruída pela droga e pelo álcool que, no fim da sua vida, conseguiu viver uma grande história de amor.
Nasceu em plena rua, debaixo de um candeeiro, a sua Mãe, cantora ambulante, não conseguiu chegar à maternidade. Sendo esta demasiado pobre entregou-a ao cuidado da avó materna que a alimentou com biberons de vinho que, segundo ela, diminuía os micróbios. Esta, mais tarde ,entregou-a ao Pai, acrobata de circo, quando ele estava de partida para a frente, na primeira guerra mundial que a entregou à avó paterna, dona de uma casa de prostituição. Foram as prostitutas que a criaram. Aos quatro anos foi vítima de meningite que a deixou cega. Recuperou a visão por milagre, da Santa Teresinha do Menino Jesus, em Lisieux. A sua infância não foi fácil mas, a adolescência conseguiu ser ainda pior. Aos dez anos, com o Pai grave…

A voz da droga

No país vizinho os gerentes dos hotéis, com piscina, andam preocupadíssimos e estão já a tomar medidas contra a nova moda juvenil: Saltar da janela, ou varanda, para a piscina. Já morreram muitos jovens e o miúdo de Lamego, Artur Pimentel,  que morreu ao cair de uma varanda, foi um deles. Diria eu que morrer é uma sorte, imaginem que ficam paraplégicos? Será que eles põem essa hipótese? (A mim aterroriza-me mais esta situação que a morte.) Onde chega a exibição depois de uns charros e uma bebedeira! Não vou tecer mais comentários sobre o assunto, todos podemos chegar a conclusões com facilidade e sinceramente, perante tamanha loucura, nem sei o que dizer. Este post serve, apenas, para alertar os pais que, decerto, tomarão medidas e evitarão casos futuros. Hotel? Só com um piso. Brown Eyes

How to make money?

Gosto de conseguir tudo sozinha? Verdade. Gosto de me sustentar? Verdade. Gosto de dinheiro? Preciso dele para continuar independente. Gosto de facilidades? Não. Esclarecidas estas dúvidas, que podiam ainda pairar, vou declarar que sou contra a publicidade, fico super brava quando me ligam para o telemóvel a oferecer oportunidades irrecusáveis, quando me param na rua com ofertas inegáveis e, agora, para castigo, persegue-me, cada vez que abro um blog, esta página:  How to make money online easy Alguém sabe destruir isto? Como posso bloquear esta  página? Onde posso reclamar? Nunca gostei de dinheiro fácil mas, há quem goste, há quem tenha um jeitinho especial para obter tudo facilmente, até um diploma. Pois é, depois, claro os diplomados, os verdadeiros, ganham uma miséria ou ficam uma vida inscritos no desemprego. Meditem, isto dá que pensar. Quantos andarão aí assim? Quantos pertencem ao governo? Já perceberam porque estamos em crise? Esta notícia foi tirada do Correio da Manhã.

Amolecidos pelo Sangue

As notícias e os acontecimentos mundiais exerceram, sempre, grande influência sobre mim, capazes de provocar alterações no meu dia a dia e na minha maneira de agir. Hoje não foi excepção e, mais uma vez, o que tinha agendado vai ter que aguardar por vez. Interferiram porquê? Porque, como é impossível saber agir correctamente em todas as circunstâncias, saber analisar perfeitamente todos os factos com a nossa experiência, há tanta coisa porque ainda não passámos e nunca passaremos, vou acumulando informação de factos passados com outras pessoas, analisando-os e tirando as minhas conclusões. Sei, também, que a teoria, na hora da verdade, falha mas, menos falhará quanto maior for a informação adquirida. Já ando há algum tempo para abordar o tema pais e filhos e as suas relações na actualidade. O tempo foi passando e o assunto foi ficando na gaveta. Esta ligação nunca foi fácil, talvez devido à diferença de mentalidade provocada pela diferença de idades mas, hoje, ela é muito mais problem…

A Paixão pelo Norte

Há  dias que ando para vos contar, resumidamente, o que fiz  durante as três semanas em que estive ausente. Imagino que sejam tão curiosos como eu mas, quando dou conta acabou o dia. O meu problema com o tempo parece infindável. O Norte de Portugal consumiu-me a primeira semana, onde gozei a paz do campo, descansei e vivi o cheirinho de Trás-os-Montes. Depois veio a montanha e a praia, lá longe, muito longe deste país conturbado, sem rei nem roque. Tirei muitas fotos, oitocentas e tal, da paisagem paradisíaca das Astúrias e da Galiza. Há dois anos que ando para visitar a costa mediterrânica espanhola, mais um ano em que  a ideia foi adiada e o culpado foi o calor abrasador. Em Valladolid estavam, às dez e meia da noite, 42 graus, impossível aguentar aquelas temperaturas. Desisti. Sentia saudades das Astúrias, dos Picos da Europa e parti ao encontro da temperatura amena, das paisagens harmoniosas  e serenas. Na Galiza cativam-me as lindas praias de Ribadeo, Catedrais e Arealonga. Praias…