Avançar para o conteúdo principal

A Paixão pelo Norte



Há  dias que ando para vos contar, resumidamente, o que fiz  durante as três semanas em que estive ausente. Imagino que sejam tão curiosos como eu mas, quando dou conta acabou o dia. O meu problema com o tempo parece infindável.
O Norte de Portugal consumiu-me a primeira semana, onde gozei a paz do campo, descansei e vivi o cheirinho de Trás-os-Montes. Depois veio a montanha e a praia, lá longe, muito longe deste país conturbado, sem rei nem roque. Tirei muitas fotos, oitocentas e tal, da paisagem paradisíaca das Astúrias e da Galiza.
Há dois anos que ando para visitar a costa mediterrânica espanhola, mais um ano em que  a ideia foi adiada e o culpado foi o calor abrasador. Em Valladolid estavam, às dez e meia da noite, 42 graus, impossível aguentar aquelas temperaturas. Desisti. Sentia saudades das Astúrias, dos Picos da Europa e parti ao encontro da temperatura amena, das paisagens harmoniosas  e serenas. Na Galiza cativam-me as lindas praias de Ribadeo, Catedrais e Arealonga. Praias com uma água tão límpida que me fazem lembrar as praias africanas, com uma temperatura convidativa, sem multidões assustadoras, onde a toalha pode ser mudada e sacudida sem o problema de incomodar o vizinho. Vizinho que não me pisa quando se levanta para humedecer as banhas, onde os passarinhos poisam para comer os miolos da sandes que levámos, onde se podem contemplar as vacas ou os cavalos em plena refeição, nos grandes prados que circundam as praias.
Para quem gosta da beleza natural o norte espanhol é um paraíso, como podem observar pelo vídeo, um paraíso que vicia, tanto ou mais que o norte português. Santander é uma cidade, à beira mar, que todos deviam conhecer, a mais organizada que já vi. O santuário de Covadonga, no norte dos Picos da Europa, é soberbo.
Se notei a existência da crise? Notei, principalmente a crise Portuguesa. Nos dias em que andei por lá vi apenas uma auto caravana, com matrícula portuguesa. Nos anos anteriores viam-se muitas mais. 
Os espanhóis são inovadores e vão tentando cativar os clientes com novas ideias, dando assim volta à crise. Aconteceu-me estar na esplanada a tomar café (eles têm melhorado a qualidade do café e consegue-se, já, tomar um "café solo" idêntico à nossa bica), ao meio da manhã, e estenderem-me uma bandeja de tapas, de borla.
Comida? Este ano experimentei a “fabada asturiana”, feita com as nossas feijocas (feijão branco grande) com enchido, tipo feijoada. O enchido é uma desilusão, não se encontra um bocadinho de carne, está tudo desfeito mas, o feijão não estava mau. Na Galiza comi a parrilhada de marisco, excelente.
Segurança? Sinto-me lá mais segura que em Portugal, muito mais. Ao contrário do que já aconteceu em Portugal, na Figueira da Foz, nunca experimentei, como turista que viaja em auto caravana e não usa parques de campismo, qualquer tipo de ameaça. Durmo tão descansada lá como o faço em casa. Para que precisa uma auto caravana de estar num parque? Não precisa. Ela proporciona todo o comodismo necessário e a liberdade de partir e chegar à hora que se quer, o que já não acontece se formos para um parque, há horários a cumprir.
Espero que fiquem com uma ideia do que me rodeou e compreendam o quanto é difícil  voltar  à rotina. Foram mais umas férias de sonho,  num país que me encanta, Espanha, e numa região de Portugal apaixonante, a transmontana.
 Brown Eyes

Comentários

anouc disse…
Aí está o relato de umas férias deliciosamente atípicas. ;)
meldevespas disse…
Espanha é quase sempre o meu destino de eleição também. Sul, norte, centro ehehe, tudo o que me afaste de aviões que abomino.
Compreendo tudo o que dizes sobre a segurança, e a inovação e tudo o mais, é com muita pena que o digo, mas é efectivamente um lugar bem diferente do nosso país, que tem sitios lindos de morrer, mas quase sempre agarrados a pecados enormes a muitos niveis, atendimento, infraestruturas, etc. Curiosamente, as Asturias estão ainda por conhecer e agora fiquei ainda com mais vontade.
Fiquei com aquela inveja boa, e já a matutar em planos de fuga.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
anouc umas férias que me deixaram imensas saudades, com uma temperatura amena, nada daquele calor de rachar de que te queixaste e que a mim me desespera. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Mel também o meu mas, só saio do norte nas estações mais frias. No verão não consigo porque as temperaturas altas deixam-me completamente K.O. Tu que conheces bem aquele país sabes as saudades que ele deixa e o quanto nos custa regressar a este rectângulo. Não dá para explicar, só vivendo. Eles têm uma mentalidade mais aberta que lhes permite uma resolução mais fácil de qualquer problema. Mel vai conhecer as Astúrias, é um encanto, não te arrependerás. Depois diz-me o que achaste. Beijinhos
disse…
Que maravilhosas férias! Tenho a dita de conhecer, minimamente, os locais que mencionou. Sei de quão maravilhosas são as praias, as paisagens e o património cultural e edificado.
Só distingo uma coisa: aprecio mais a parrilada de marisco e a costoleta de terneira. Lembram-me a posta à mirandesa de Vila Pouca de Aguiar (não em Miranda) e da espetada "terra e mar" da Tocha em Cantanhede.

Beijos
Caldeira
disse…
Que maravilhosas férias! Tenho a dita de conhecer, minimamente, os locais que mencionou. Sei de quão maravilhosas são as praias, as paisagens e o património cultural e edificado.
Só distingo uma coisa: aprecio mais a parrilada de marisco e a costoleta de terneira. Lembram-me a posta à mirandesa de Vila Pouca de Aguiar (não em Miranda) e da espetada "terra e mar" da Tocha em Cantanhede.

Beijos
Caldeira
pinguim disse…
Belíssimas as tuas férias; muito mais agradáveis, decerto do que aquela salgalhada turística e clonada da Costa del Sol.
Há nos que quero ir aos Picos da Europa; a costa cantábrica deve ser a única região continental de Espanha que desconheço.
Brown Eyes disse…
Zé Vila Pouca de Aguiar distrito de Vila Real? Come-se lá boa posta à mirandesa? Ohhhhh passo lá todas as semanas duas vezes e não sabia. Onde?:) A costeleta de ternera é uma maravilha, sim senhora. Obrigada por mais uma visita. Quero pôr-me me dia em relação aos vossos blogs mas, não tive ainda oportunidade. Espero poder fazê-lo em breve. Beijos
Brown Eyes disse…
pinguim eu não aprecio salgalhadas, nem espanholas nem portuguesas. Dou demasiado valor ao sossego mas quero visitar a costa mediterrânica, ainda não conheço, terá é que ser noutra época. A zona sul também visitei em Dezembro, boa temperatura e sem multidões. Planeia essa viagem e ficarás encantado, eu fiquei tanto que quando dou por mim estou lá. Beijinhos
Poetic GIRL disse…
Umas férias deliciosas diria eu! :) Eu este ano aventurei-me pela zona de alcobaça, uma delicia. Nada de confusões, tempo agradável, muita cultura à mistura. As férias ideais para mim! beijoca
Brown Eyes disse…
Bela essas também são as férias ideais para mim, com cultura à mistura. Estar horas de barriga para o ar na praia não fazem o meu estilo. Lugares onde haja, se veja e se sinta história deliciam-me. Em Alcobaça passei lá umas férias, há 4 anos. Beijinhos e obrigada.
AC disse…
Já vi que recarregaste as baterias nas férias.
Bem-vinda, Mary!
MZ disse…
OLá Mary, estou a ver que a menina é irreverente... então não seguiu os conselhos do Senhor Presidente?

:)

Beijinhos
Brown Eyes disse…
Ac recarreguei mesmo. Esqueci completamente tudo. As férias fazem milagres acredita. Obrigada e beijinho
Brown Eyes disse…
MZ a irreverência sempre foi um dos meus maiores defeitos. Não obedeço com facilidade e é preciso ver na pessoa muita rectidão para seguir um conselho. :)
Beijinhos
Manuela Freitas disse…
Brown Eyes,
Cheguei ontem, de Trás-os-Montes, onde fui fazer dois cruzeiros, ao Douro Internacional e depois de Barca d'Alba à Régua, antes estive em Salamanca e Zamora. Isto para te dizer que gosto imenso do Norte de Portugal e do Norte de Espanha, já fiz aquelas praiinhas todas de Finisterra a S. Sebastian e é uma maravilha. Tiveste umas férias óptimas e espero que estejas em pleno.
Beijinhos,
Manuela
Brown Eyes disse…
Manuela essa zona, do Douro, é linda. O ano que fui a Finisterra tive um grande azar, apagaram-se as fotos todas, sobrou um vídeo que fizemos. Sabes avaliar, então, a minha paixão. Beijinho grande para ti
disse…
Brown Eyes,
Vila Pouca de Aguiar próximo de Vila Real no Restaurante junto da Estalagem na Estrada para Braga. Eles dizem que é a melhor carne do Mundo. Fazem a Posta à Mirandesa com carne Maronesa.
Beijos
Caldeira
Brown Eyes disse…
Zé ai se eu soubesse!!! Passo em Vila Pouca de Aguiar todos os fins de semana. Obrigado, vou passar por lá para provar a Posta. Beijinhos
Anónimo disse…
http://blogingmoney.info/understanding-the-business-of-affiliate-marketing/

abre-se esta janela, quando se vai para comentar :X
Brown Eyes disse…
Anónimo tens toda a razão. Janela chata e não sei se reparaste que o computador até fica mais lento. Não sei de onde ela veio nem o que pretende. Obrigada
Pedrasnuas disse…
NÃO SOU ASSIM TÃO CURIOSA...MAS O QUANTO BASTE APENAS...IMAGINEI O QUE ANDAVAS A FAZER POR AÍ...RSRS
POIS BEM, A MENINA ANDOU PELO NORTE DE PORTUGAL E TERRAS DE ESPANHA...E AS FOTOS BEM O DOCUMENTAM...E FOI DE CARAVANA...HUMMM...ISSO É ÓPTIMO...AINDA ESTE VERÃO COMENTEI COM ALGUÉM SOBRE ISSO...COMO DEVIA SER BOM SAIR ASSIM SEM SE PREOCUPAR COM MAIS NADA...EU CONHEÇO UM POUCO DE PORTUGAL CONTINENTAL...JÁ FIZ CENTRO/NORTE...E CENTRO/SUL...EM OCASIÕES DIFERENTES...MAS SE ME QUESTIONARES SOBRE LUGARES ESPECÍFICOS É MELHOR NEM TENTARES...A NÃO SER TALVEZ LISBOA...TALVEZ!!!

ISSO QUE FIZESTE É MUITO SALUTAR ...É DAS MELHORES COISAS DA VIDA...UM AVENTURA INESQUECÍVEL...

FORÇA E CONTINUA SEMPRE QUE POSSAS A DESFRUTAR DAQUILO QUE TE DÁ PRAZER...

UM BEIJO MEU
Lala disse…
Bem que férias espectaculares!! Essas imagens dizem tudo e são um grande incentivo para quem ama a Natureza!!! Lindas!

Beijinho grande!
caminhante disse…
uma pontinha de inveja, confesso ;)

a minha família é de trás-os-montes, da zona vinhateira do douro. perto do moscatel de favaios. terra linda, cores, aromas e o silêncio... com uma cigarra aqui, um rouxinol acolá. sempre que posso, fujo para lá. nos últimos anos, porém, tem sido mais difícil. mas... novos tempos virão. estou ansiosa para lá voltar.

quanto aos espanhóis... eles sabem o que fazer com a terra que têm. nós estamos a deixar o interior morrer. se melhorassem toda a ligação ferroviária da região do tua e de outras, o turismo iria crescer e com esse crescimento, todas as povoações em volta. mas não. escolas fecham. linhas férreas desactivadas. interior morto.

fica-nos espanha.

[e isto revolta-me... não o facto de ter-mos espanha, que eu adoro lá ir. mas o facto de deixarmos de ter portugal]

abraçinho...
Olga disse…
Umas férias de sonho. Ainda bem que te divertiste. Beijinhos.
ººº
Não conhecia o NORTE... há 2 meses tive de férias no Porto, Vila do Conde e Póvoa de Varzim, como podes ver por algumas fotos no meu blog... e a minha opinião mudou radicalmente (pla positiva) quanto aquelas regioes, fiquei encantado.

Bjooooooo

Mensagens populares deste blogue

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…

Carnaval de Vermes