Avançar para o conteúdo principal

PASSOS e com(PASSOS)

As atualizações, neste blog, têm sido quase nulas porque a motivação anda baixíssima e a saúde não ajuda. O nosso bem-estar tem sofrido com uma austeridade asfixiante, que uns dizem ter sido imposta pela “Troika” e outros pelo governo nacional, a culpa morreu sozinha. Não há dia nenhum que não sejamos alvejados com mais uma medida severa que eu tenho evitado abordar, mas, as últimas, fizeram-me sentir que calar-me, poupando quem me lê estaria a poupar, também, quem eu culpabilizo da situação a que todos chegámos.
Nós, o povo, não governámos este país durante estes trinta e tal anos, trabalhámos, produzimos, esforçámo-nos, cumprimos. A única responsabilidade que temos, na crise, foi a de termos votado em maus gestores, não queiram, agora, que deixemos de ter necessidades básicas para que o fruto do nosso trabalho seja todo dirigido para uma divida, gigantesca, enquanto, eles, continuam a aumentar as suas necessidades supérfluas.
Trabalhadores, para mim, são os que ganham vencimentos reduzidos, porque os outros, os que recebem milhares mensais têm outro nome qualquer. Os desempregados, imensos, continuarão a subir e irão vivendo de esmolas, felizmente somos solidários, consumindo antidepressivos que os afundarão ainda mais. Estas substâncias não dissolvem nem ajudam a resolver nenhum problema, ajudaria sim um governo mais exacto e responsável nas decisões que toma. Para conseguirmos esse governo, tão desejado, haveria que puni-lo cada vez que ele cometesse um erro, seja ele económico, judicial ou a nível ético.
Ele pretende acabar com os funcionários públicos, doentes, velhos e trabalhadores, públicos e privados, que declaram o que recebem. Muitos há que não confessam os seus rendimentos e, por mais que nos custe, são esses que têm feito a diferença no crescimento da economia. Os outros, os que contribuem, já estão tão espremidos que deixaram de consumir e, alguns há, que já nem para as despesas obrigatórias, água, luz e gás, têm dinheiro.
Bagão Félix disse que “As medidas de austeridade anunciadas para o Orçamento para 2013 correspondem a um "sismo fiscal de magnitude oito com efeitos destruidores sobre a economia".
Já muitos levantaram a voz para deixar alertas ao governo mas, em vão. Ele entrou por um caminho tão estreito que não consegue dar a volta mas, o pior é que, no fim, há um abismo no qual Portugal cairá. Após a queda não haverá maneira de conseguir iça-lo. Terá ele alguma noção de patriotismo?
Quem quer  produzir, trabalhar quando sabe que o resultado do mesmo irá para o estado, um estado gastador, sem medidas, que absorve mais que o produto do P.I.B., que chupa todo o dinheiro que rouba aos trabalhadores? Um estado que não cumpre o que contratou com os seus empregados, os seus reformados, que muda regras diariamente, sem consciência nem sentido de palavra e dever, como se estivesse a lidar com objectos, seres sem vida própria, sem compromissos. Todos nós temos um futuro, curto ou não, quee para  vivermos, razoavelmente, teremos que o planear hoje. Pensámos no futuro e, por isso, aceitámos o trabalho que temos segundo determinadas condições, escritas, segundo um valor decidido, escrito, que nos permitiria viver dentro de parâmetros constituídos e que cumprimos. Quem estaria disposto a aceitar um trabalho cuja retribuição, em vez de subir, desceria constantemente, cujos direitos oscilassem quase diariamente, dependendo da vontade do patrão, ao ponto de serem inexistentes? Ninguém. Eu também não. Que consequências terá esse empregador após a violação, sucessivamente, de um contrato assinado? Ele está ou não a lesar o trabalhador? É ou não um malfeitor e  criminoso? Deve ou não ser punido judicialmente? Há ou não gente acima da lei?
As novas tabelas de IRS são um exemplo da equidade que existe neste país. Ao terem sido reduzidos os escalões serão penalizados os que tiverem menores rendimentos. Quem ganha menos paga o mesmo que aquele que ganha quase 3 vezes mais (veja-se o exemplo do segundo escalão no qual são pagos 28,5% pelos que tiverem rendimentos anuais de 7 000 euros e pelos que tiverem 20 000). Que equidade é esta? Que igualdade existe aqui?
É a classe média baixa que mais impostos paga, que não tem direito a ajudas, nem governamentais nem de instituições de solidariedade social, é considerada rica, que não pode adoecer, assaltam-lhe logo o vencimento quer por ter metido atestado quer por ter que pagar consultas e medicamentos, cada vez menos comparticipados, do próprio bolso.
A conclusão a que chego é que estamos perante uma forma camuflada de Nazismo, há diferença apenas no género humano seleccionado para abater e na forma. Não é necessário ser Judeu, basta ser trabalhador ou ex-trabalhador e ter baixos rendimentos. Dispensam-se câmaras de gás, morremos lentamente enquanto nos vão sugando o sangue. O governo é discriminador, injusto e parcial.
O significado das palavras também se alterou, por isso deixámos de saber interpretar o que o governo verbaliza e nem nos informaram em que dicionário os mesmos se encontram. Palavras como equidade, igualdade, imparcialidade, justiça, entre outras, deixaram de ter conteúdo. O governo é enganador.
O governo não tem só aumentado a receita, como se diz à boca cheia, tem diminuído a despesa. Sim porque ao insistir em aumentar a percentagem de descontos que faz aos funcionários públicos e reformados está a diminuir a despesa mas, pena é que não se lembre de diminuir os seus gastos supérfluos, desnecessários e inúteis. Pode começar por diminuir os salários dos ministros, secretários, motoristas e assessores, gente a mais para desastrosos resultados. Eles que gostam tanto de ir buscar exemplos ao resto da Europa, quando lhes convêm, admira-me que não tenham, ainda, imitado Mário Monti, primeiro ministro de Itália, que desistiu da remuneração porque, o seu País, estava em crise.
O governo é gastador, irresponsável e inconsciente.
Procurem os responsáveis, prendam-nos, penhorem-lhes os bens, ponham-nos a fazer trabalhos forçados, limparem as matas, trabalharem os campos abandonados, porque, nós, trabalhadores, estamos CHEIOS, FARTOS, da vossa indolência, da vossa astucia, da vossa manha.
Bagão Felix só se enganou quando disse que não acreditava em guerras civis, eu acredito. Acredito e desde 2009 que estou à espera que rebentem. Nunca imaginei que vocês chegassem até onde chegaram nem que nós pudéssemos aguentar tanto. Somos um povo de brandos costumes mas não somos burros, nem nascemos para sermos escravos de “senhorzinhos” de terras roubadas, nem lacaios de doutores de meia tigela. Sim porque este povinho, o mesmo que não se filiou em partido nenhum, tirou os cursos depois de muitos anos de estudo e esforço, não subiu por escadas imaginárias, nem viveu ao som da musica do favor, trabalhou, soou para ter direito a satisfazer as suas necessidades básicas. Ele tem necessidades básicas, tem esse direito, merece e exige que sejam satisfeitas mas, atenção, não é básico.
(Espero que o primeiro ministro além de facebook tenha, também, um blog e que navegue bastante pela blogosfera)
Brown Eyes

Comentários

✿ chica disse…
Essa situação está mexendo com todos não? Pena e eles estão na boa, na deles, tudo garantido.O povo é que se dana! beijos,chica
João Roque disse…
Mary
até agora tenho-me contido e ainda não escrevi nada no meu blog, sobre estas situações que tanto alteraram a maioria esmagadora do povo português sob o ponto económico.
Mas qualquer dia "solta-se-me a franga" que em mim reside, e expludo.
Beijinho.
Fê-blue bird disse…
Amiga:
Escreves-te com raiva e com alma de quem sofre injustiças atrás de injustiças.
Também espero que o PM e PR leiam estas verdades, porque eles não fazem ideia do que estamos a sofrer, como podem se têm uma vida privilegiada e fácil.

beijinhos
Brown Eyes disse…
Está Chica, com todos. Está porque não há justiça na escolha de quem deve pagar a crise e são os que têm menos possibilidades aqueles que mais pagam, Beijinhos
Brown Eyes disse…
João e não deves ter escrito pelo mesmo motivo que eu tenho evitado tocar no assunto mas há sempre um momento que a tampa salta. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê mas não lêem e mesmo que leiam não mudam a atitude. Como dizes eles estão bem, bem demais. Beijinhos
Subscrevo totalmente o que escreveu.
Parece que o CDS não está muito
satisfeito e vai pedir uma reunião
com o PR, mas esse também...
Quem diria que Passos e Gaspar
fariam o que têm estado a fazer.
Também me admira que o PPD/PSD
que sempre se revoltou esteja
tão "calmo". O povo vai-se manifestando, mas eu não acredito
que tenha efeitos práticos, assim
como greves de 1 dia. Puseram a
bandeira nacional quando foi da
selecção, agora sim, deveria haver
em cada janela ou varanda, uma
bandeira preta.
As Centrais Sindicais também nunca
se preocuparam em ter um fundo
para ajudar os trabalhadores nas
greves.Enfim está tudo péssimo.
Qualquer dia vou-me embora de
Portugal de vez.
Beijinhos
Irene
Brown Eyes disse…
Irene este o Passos não me enganou,sabia qual seria a atitude dele depois de vencer. Alias, penso que não enganou muita gente e se ganhou foi porque queriam o Sócrates na rua. Como neste país só há 2 partidos para o povo, ora ganha um ora ganha o outro. Parece que o povo tem medo dos outros, não sei porque. Nenhum partido poderia provocar uma vida pior do que esta que temos. Mas, todos sabemos que há aí muita gente que nunca viveu tão bem. Enfim, os chulos e os boys é que nunca acabam neste país. Pobres de nós. Beijinhos
Mz disse…
E tu lá és mulher de te calares?
Eu já andava a estranhar, mas agora vejo que regressaste. Penso que os blogues são ainda um lugar estimado por muitos, embora num registo mais solitário. Contudo, um lugar sério para deixar opiniões e estados de alma a todos os níveis.

As melhoras e continua a dizer o que pensas nem que seja esporádicamente.

Um abraço,
mz

Brown Eyes disse…
MZ custa-me calar-me, muito mas o bem estar dos outros faz-me sacrificar-me. Nós andamos todos tão cheios, não é? Andarei por aqui sempre que puder porque a blogsfera foi e é uma paixão. Beijinhos
Briseis disse…
Tenho cá para mim que mesmo que o PR ou o PM lessem isto, apesar de todo o valor que tem, ficariam na mesma... Brados descontentes, caras feias, argumentações bem feitas, insultos, manguitos... eles já viram de tudo... fez diferença? Não me parece... Venha de lá uma revolução... Mas alguém tem que a começar e, neste momento, está difícil de confiar em alguém que queira liderar...
Brown Eyes disse…
Rosa nós cada dia que passa temos mais que dizer, não é? Beijinhos
Brown Eyes disse…
Briseis que é inteligente e válido não se mete em política e agarrar num país na falência menos ainda. Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Amiga, parabéns pelo novo visual do blogue, sabes que adoro estas coisas :)
Está lindo e tem tudo a ver contigo.

Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê obrigada. Sei que adoras e és perita. O visual dos teus blogs são lindíssimos. Eu consegui uma mudança que há muito planeava. Beijinhos
Briseis disse…
Voltei! =) só para dizer que deixei um selinho com o teu nome em http://domeupedestal.blogspot.pt/2012/10/premio-dardos.html

Espero que gostes, mesmo que não sejas de publicar =) um beijinho
Eyes

Eu não estou bem, há muito, daí a ausência. E tenho de fugir ao pc.

Agrada o que escreveu, pois escreveu a verdade.

Me parece que os grandes males apareceram logo no princípio, no retirar tudo ou quase, à classe média que já não existe...

"E ninguém disse nada"

E como ninguém disse nada...continuou o roubo a essa classe.

Agora me parece tarde...

Abraço,

Mª.Luísa
Brown Eyes disse…
Maria Luísa espero que melhores, que tudo comece a correr bem por aí Obrigada. Beijinhos
lunatiK disse…
Viva
como te compreendo...
Tudo o que escreves é algo que temos de reflectir bem quando formos votar.
Bj
Brown Eyes disse…
Olá lunatik, já tinha saudades dos teus comentários. Muita coisa tem que ser repensada e a história do pim pam pum tem que acabar porque só nos tem levado ao abismo. Em Portugal há, de certeza quem consiga governar este país o problema é quem o consegue fazer não pertence a partido nenhum. Gente sã e capaz não se deixa acorrentar pelos elos da política. Beijinhos
Já tinha comentado este seu post e
entretanto a situação ainda se
agravou mais, como sabe.A Merkel
quer mais cinco anos de sacrifício...
e o Passos se puder dá-lhos...
Há um apelo para no dia em que ela
va estar umas horas em Portugal se
colocar algo preto numa varanda,
numa janela, no carro.
Eu vou alinhar nisso.
Obviamente que sei que também não
irá mudar nada, mas algum eco deve
ter. Mas os actuais governantes
e Presidente da república parece
que estão cegos, surdos e mudos
para o que lhes convém.
Eles andam pela blogsfera(os boys)
e qualquer dia até isso nos irão
querer tirar, a possibilidade de
escrevermos livremente nos nossos
blogues.
Um grande beijinho
Irene Alves
Brown Eyes disse…
Irene isto está a agravar-se de minuto a minuto. Ainda não tinha ouvido falar nessa ideia mas é óptima apesar de duvidar que ela ande pelas ruas. Como sou optimista acredito que vai surgir algo que dê a volta a isto porque senão haverá guerra de certeza e não só a nível nacional mas europeu. Dia 14 de Novembro vai haver uma greve a nível europeu, eu vou fazer, mais uma vez. Beijinhos
Mz disse…
Olá Brown :)

Voltei para agradecer o Selo. Obrigada por te lembrares do Afectos e Dúvidas :)

É muito bom receber mimos dos amigos, de todos, incluindo estes da blogosfera. É sinal que de alguma forma, estamos no seu pensamento.

E parabéns, mudaste de visual e fica-te bem.

Bjs**
Brown Eyes disse…
MZ há tanto tempo que estava para o fazer. O outro era demasiado pesado mas o tempo era sempre curto. Este tem mais a ver comigo, mais simples, mais arejado e tem cores uma mistura de cores que gosto mais. Beijinhos e bom fim de semana
Eu não quero acreditar
em guerras civis...

Mas me impressiona
me ter lembrado disso...

Cuidado, eles não entendem e isso é grave.

Belo texto! E espero, com Fé, a passagem deste tempo, embora saiba "Que não há Tempo" e para tudo é tarde...

Abraço

Maria Luísa
AC disse…
Mary,
Tens razão, caminhamos a passos largos para o abismo e as pessoas limitam-se a invocar Santa Bárbara.
O que se adivinha é aterrorizador.

Beijo :)
Brown Eyes disse…
AC exactamente. Não há Santo nenhum que nos proteja de tantos demónios. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Maria Luísa eles só entendem uma linguagem, a monetária, apenas essa. São autenticas marionetas e esquecem.se que deste lado há humanos, humanos que estão fartos de serem espremidos. Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…