Avançar para o conteúdo principal

Humanamente Errante


Fútil, passei no dicionário, às vezes utilizo, não sei tudo, dou erros, engano-me, não pontuo, troco letras, sou humana. Estava eu a tentar encontrar o significado de fútil, depois vão entender onde quero, eu, ir hoje. Sem importância, inútil, incapaz, sem valor, frívolo, leviano mas, para que não haja dúvidas, vou consultar um dicionário que anda aqui em casa de doze volumes. Doze volumes! A cultura ocupa lugar, muito, por isso há quem opte por mini-volumes, daqueles pequeninos, tão pequeninos que depois não trazem nada, apenas a capa, com uma encadernação de pele, caríssima mas, vulgar. Eu, que nunca liguei ao invólucro, como sabem mas,  ao conteúdo, escolhi um simples, simples mas forte.
Procurando fútil. O resultado foi o mesmo: com pouca importância ou nenhuma, nulo, vão, inútil, leviano, frívolo. Agora estou tentada a procurar, na internet, parece que o resultado é o mesmo, dá menos trabalho, encontra-se, por lá, todo o tipo de exemplares: dicionários pequenos, imprecisos, dúbios, vulgares, eruditos, populares, ilustrados, falsos, encapuçados e ordinários.  Claro está que vou optar pelo mais preciso, mais claro, mais sensível, erudito. Até os objectos podem ser sensíveis, delicados, compassivos, afáveis, corteses, gentis, polidos e distintos.
Dizia eu estar tentada a procurar o significado de imbecil: fraco de corpo e de espírito,  parvo, que manifesta imbecilidade, falto de inteligência, estúpido, tolo, débil mental. Débil mental, retardado,  é este. Este é o significado que mais se adequa a algo ou a alguém fútil.
Só alguém inútil, leviano, frívolo e retardado não se apercebe do problema de saúde que o guarnece, tendo a propensão de procurar, nos outros, humanos e  bons, a pobreza em que sobrevive. Essa pobreza a que chamam psicose:  Desequilíbrio patológico no controlo das emoções e dos impulsos, que corresponde frequentemente a um comportamento anti-social. Há um comportamento anti-social  quando existem atitudes de transgressão das regras sociais e dos direitos humanos, quando há ausência de qualquer sentido moral e ausência total de carácter humano.
Tenho a minha mensagem projectada, perdi uns minutos, podia ser aprofundada, podia, ainda, ter passado num cantinho qualquer e  simiamente  imitado ou primatamente copiado, num blog qualquer, um post que, imbecilmente, humilharia até às profundezas. Podia mas, aí, perderia o que tenho de mais precioso, de mais caro, de mais rico na minha vida: o meu humanismo lógico, racional, que me tem ajudado a valorizar as minhas capacidades e que me distingue das cavalgaduras.  
Brown Eyes

Comentários

pinguim disse…
Tenho para mim que, salvo para termos pouco comuns, apenas usados em terminologias próprias ou em textos demasiado intelectualizados (onde por vezes aparecem mesmo rebuscados), os dicionários não têm grande utilidade; claro que não estou a referir os dicionários de tradução de línguas.
Apesar de tudo reconheço que há dicionários muito completos como é o caso do Larousse e do Houiass, que fazem parte da biblioteca de vários lares; e ainda os dicionários temáticos e ilustrados, mas esses são quase enciclopédias.
Tudo para afirmar que, no meu caso o melhor dicionário é a leitura. Foi a ler, a ler muito, que aprendi o significado de muitos termos e tanta vez com uma maior riqueza de pormenor do que se consultasse o dicionário.
meldevespas disse…
A futilidade é uma "coisa" que parece estar a fazer escola. E mea culpa mea culpa, mas isto da blogosfera é um meio muito propicio para se dar a eclosão de milhares e milhares de fúteis e fútilidades e pior que tudo fútilizantes (esta não vem no dicionário eheheh)
Beijo grande
Brown Eyes disse…
pinguim como dizes "o melhor dicionário é a leitura. Foi a ler, a ler muito, que aprendi o significado de muitos termos e tanta vez com uma maior riqueza de pormenor do que se consultasse o dicionário."
Concordo completamente contigo. A leitura alarga os nossos conhecimentos e foi um bocadinho posta de lado, principalmente pelos mais novos, por causa da TV e, mais recentemente, da internet.
Internet que pode ser benéfica, também, mas que tem muitos malefícios. O maior deles é quando é utilizada por psicopatas, que se escondem atrás de um papel, para enxovalhar alguém, dizendo-se superiores. Fariam eles o mesmo cara a cara? Serão eles o que dizem ser? Terão eles o direito de menosprezar quem é fraco? É que normalmente é quem tentam gozar, os mais fracos. Tentam gozar pensando que assim, serão seguidos e terão projecção. Vale tudo neste mundo? Não há direito ao respeito e à individualidade? Digo eu no meu perfil: ….Para ser feliz é preciso alcançar o grau de conhecimento que permita, sempre, dar espaço ao outro e admitir que a verdade, tal como tudo, é subjectiva, irreal e ilusória.
Essa gente não é feliz e por isso tenta infernizar a vida de quem o é.
A pouco e pouco perceberás a história deste post.
Beijinhos pinguim.
Brown Eyes disse…
Mel pois está mas, desde que ela não se convença que é superior e muito menos que pode desrespeitar o ser humano eu não me importo. Cada um toma a água benta que quer (é assim não?), agora ela cavalgar em cima do comum mortal convencida que é a dona da razão, é que não.
Beijinhos
disse…
Brown Eyes,
Como adorei a subtileza que usaste, para enviares a tua mensagem, carregada de significado.
Partiste da busca de um significado, que conhecias muitíssimo bem, para dissertares sobre as relações humanas, sem te esqueceres de passar pelas patologias clínicas. Isto é que é SABER. Isto é que é CULTURA.
Tenho a certeza que te deixa muito feliz seres assim. Franca, Leal, Directa, Amiga, Humana. Mas, posso afirmar-te, com o saber de experiência feito, que não é esse o caminho para trepares na vida. Para chegar a lugares cimeiros tinhas de ser medíocre, incapaz, inapta, imbecil, inescrupulosa, canalha, crápula. Estas são as qualidades (defeitos) que permitem uma ascensão meteórica na vida.
Tu preferes ser feliz e íntegra.
Os meus parabéns e dizer-te como sou feliz por ser teu amigo.
Beijinho
Caldeira
Brown Eyes disse…
Zé como tu me percebeste tão bem. Tenho que estar orgulhosa dos amigos que tenho, inteligentes, pessoas que lêem os meus pensamentos. Zé sei disso, sei que assim não vou a lado nenhum, já alguém mo disse mas, eu só quero ser feliz, ser amiga e defensora dos mais frageis. É isso que me faz feliz. Beijinho grande amigão. Bom fim de semana.
Rui Caldeira disse…
Faz como eu, quando queres ver o significado de palavras como inútil, imbecil, atrasado mental, debilóide e afins, liga no canal Parlamento e vês lá mais de 100 definições vivas, em directo ea cores ahahahah



Beijinhos
Poetic GIRL disse…
Querida Mary sei a que propósito escreves-te isto e acredita que partilho contigo a indignação. Seres assim (recuso-me a apelidá-las de pessoas) são frustrados, espalham a maldade e sinceramente não sei que prazer encontram nisso. Prazer eu encontro numa boa gargalhada, na partilha, no companheirismo que construo com as pessoas e não a espalhar maldade. Este teu post apenas veio reforçar a admiração que sinto por ti, bjs
Mariana marciana disse…
Brown Eyes,
Nós, enquanto humanidade, temos a capacidade de transformar tudo o que tem um imenso potencial e transforma-la em algo menor.
A dita blogosfera, tem um potencial absolutamente fantástico, permite que qualquer pessoa escreva - que reflicta sobre o mundo onde vivemos, de onde viemos e, para onde deveríamos ir, permite ainda o desabafo, o expiar de tantas coisas que ficam entaladas na garganta... mas como tudo o que tem potencial, também esta será sempre a face de quem dela faz parte e acaba por reflectir a sociedade, pessoas que só se sentem superiores se inferiorizarem as outras, pessoas que buscam protagonismo por todas as razões erradas, pessoas que cospem veneno para não se engasgarem...
Com o bom, vem também o mau; tento centrar-me no bom, tento ler apenas quem tem algo para me ensinar e grande parte do "drama bloguistico" passa-me ao lado, por este motivo... mas ainda bem que existem vozes que se erguem contra a injustiça. Cada um tem o seu espaço, haja respeito!
Beijinho grande
Brown Eyes disse…
Rui estou em divida para contigo, há um tempinho que não passo no teu cantinho.
Rui era bom que esse tipo de sujeitos estivesse só no parlamento mas, infelizmente ficaram alguns de fora. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Bela pois sabes, tu és uma das pessoas que está dentro da história toda e como me conheces sabes que faço deste tipo de batalhas minhas. Se queremos brincar(é mais rebaixar, gozar) bricamos cara a cara e com pessoas que tenham a mesma força que nós. Dizes bem, são frustrados. Beijinhos Linda e bom fim de semana
Brown Eyes disse…
Mariana eu faço o mesmo só leio quem tem algo para ensinar mas não consigo passar, ver alguém a espezinhar quem não conhece e ficar indeferente. Não pretendo fazer publicidade a esse tipo de gente e por isso não haverá links mas, acredita que ninguém ficaria indiferente. Cada um tem o seu espaço mas aproveita-lo para rebaixar, utilizar pessoas com menos capacidades físicas, com um aspecto diferente, gozar com elas, expor os seus blogs, os seus rostos, chama-las pobres,burras, não é de alguém que seja humano. Fiquei indignada. Sei que há gente má mas, tão preversa, nunca imaginei.
Beijinhos
Johnny disse…
Mary, o que eu me escangalhei a rir quando o Pinguim disse que achava o Larousse um dicionário muito completo. (explica ao homem a história, por favor)

Quanto à "História", vou ser profundamente sincero. Não conheço (conhecemos) a pessoa em causa. Talvez ela seja mesmo boa pessoa, temos de acreditar que o "eu" virtual possa não ser o mesmo "eu" real, na vida comum. Contudo, podemos afirmar também outras coisas, nomeadamente:

- A pessoa virtual não se identifica com o que é definido no blogue. A educação que define como sua não está presente nos textos. Mais acresce o estatuto social que é publicitado ad nauseum, indicativo de novo-riquismo e não um estatuto adquirido à nascença.

- O blogue não tem piada, o que contradiz o seu objectivo inicial.

É preciso ter em consideração que não se limpa o facto de se insultar pessoas com um disclaimer na barra lateral de que tudo é mentira, fruto de intoxicação alcoólica. Os textos de outros autores colados e retirados do contexto são falsos? AS interpretações desses mesmos textos são falsas? Não são e mesmo admitindo que tudo não passa de brincadeira, que imagens passam das vítimas?

Ou seja, pode ser boa pessoa na vida real - e temos de estar disponíveis para acreditar nisso - porque, de facto não conhecemos a pessoa. Temos indicadores, pois claro, indicadores de personalidade que não auspiciam nada de bom, mas não deixam de ser meramente (pseudo - porque virtuais)indicadores!

Conclusão. O blogue em causa (cantinho dos imbecis) é - na minha opinião - fraquinho e, como tal, não gostei e não comentei e não tenciono voltar lá muitas vezes.
Um icionário é um auxiliar precioso. O problema é quando encontramos, na vida real, algumas definições que preferíamos não conhecer.
Brown Eyes disse…
johnny o que realmente interessa é o facto de essa pessoa se meter com pessoas que à partida ela considera fracas. Isso é imperdoável. Se queremos lutar temos que procurar um parceiro à nossa altura, com a mesma força, mesmas capacidades físicas ou intelectuais. Isso é que acho IMPERDOÁVEL. Depois colar no blog dela posts de outras pessoas rebaixando a pessoa, também não se admite. Se ela é ou não é assim na vida real, não me interessa. Que faça o que quiser na vidinha dela mas, se queres a minha opinião, ELA É ASSIM MESMO. Por mais que queira dar a volta à questão ela na vida real é uma frustrada que não tem ninguém e vinga-se na blogsfera logo com pessoas que, pelo que observei, são humildes. Humildade não é pobreza, pelo contrário. NÃO SE ADMITE. Deixar passar isto era estar a permitir que esse tipo de pessoas sofresse. Nem todos têm a mesma capacidade de encaixe e se estamos mal uma brincadeira pode acabar connosco, não? Ela pensou nisso? Pode inclusive levar à morte de algum. Não é dramatismo, é verdade. Porque achas que as pessoas se suicidam ou tentam suicidar? Achas que pessoas como tu e eu tentamos algo desse género? johnny esta brincadeira, nada tem de cómico e a vida, o bem-estar de alguém é preciosíssimo.
Ri-me à fartazana quando o pinguim falou no Larousse, ri-me mesmo mas, resolvi saltar essa parte, pelo menos aqui no blog. Só entenderá bem isto quem está dentro da história. Acredita que quando vi aquilo, fiquei chocada, não pela Petra porque é uma menina inteligente, bem aparada, com bastantes amigos, forte e que sabe distinguir as pessoas mas com os outros com quem ela tem gozado. Viste a outra moça? Parece que se chama Manuela? Será que tem capacidade para deitar isto atrás das costas? E quem ela gozaria depois? Isso é que me deixo preocupada. O pinguim saberá da história. Aqui vai-se desenrolando e depois falarei com ele. Não tive ainda tempo. Um beijinho. Bom fim de semana
Brown Eyes disse…
Carlos definições bem reais. Há coisas que só vendo acreditamos e esta é uma delas. Beijinhos
JPD disse…
Há coisas que os outros pensam a nosso respeito por estarem profundamente enganados, por nos terem avaliado mal.
A futilidade tem muito que se lhe diga.
Uma pessoa fútil não se preocupa nem se ocupa em investigação e pesquisa.
Sendo por natureza distraída talvez ache que os que pretendem evoluir se armam em sei lá o quê.

Bjs, Brown Eyes
pinguim disse…
Uma pequena rectificação ao meu comentário: depois de "ver" bem, acho o Houaiss muito mais interessante que o Larousse, que até tem um "petit Larousse", que é bastante fraquinho...
Um obrigado ao Johnny por te ter levado a mostrar-me certas coisas.

E só para que saibas, eu também já tive um blog que me difamou e que ainda continua por aí, a espalhar palavras bonitas e que tem uma legião de fiéis comentadores que só acrescentam "Amém" sem sonharem a hipocrisia imensa que por ali reina.
É o lado menos bom (felizmente muito limitado) da blogosfera.
Beijinhos reforçados.
Brown Eyes disse…
JPD a futilidade tem o direito de achar de si o que quiser mas, ninguém tem o direito de rebaixar o outro por ser diferente. Afinal cada um de nós tem a sua noção das coisas e do mundo, tem é que deixar os outros viverem. Enaltecer quem o merece não é qualquer um de nós que o faz. Uma vida dificil não é para todos e quem é diferente vence a vida com mais facilidade que nós. Quantas vezes desesperamos só com uma dor de barriga? Falta-nos a tal força que muita gente tem e que não vemos.
Beijinhos JPD e obrigada
Brown Eyes disse…
pinguim há que acabar com esses blogs. Felizmente tu és forte e tens muitos amigos por aqui que te conhecem mas há pessoas que são frágeis e este tipo de blogs baratos pode trazer muitos problemas. Não me apercebi do que te fizeram, não devo seguir esse blog mas, como disseste quem comenta, comenta com ámen. Só pessoas ocas acompanham cabeças ocas. Beijinhos
Fernanda disse…
Querida amiga Brown Eyes!

Li o teu texto e confesso que senti logo que havia uma intenção deliberada para dar uma chapada de luva branca em alguém.
Ainda não sei a quem, não creio que seja alguém das minhas relações,mas se for diz-me, peço-te.
Detesto, não tolero mesmo, "gentalha" capaz de golpes baixos.
Tu sabes alguma coisa de mim, presumo que o suficiente, para me saberes capaz ou incapaz de actos e palavras que deliberada ou indeliberadamente magoem ou diminuam alguém.
Embora desses actos tenha sido largamente vítima, especialmente nestes últimos tempos.
Estive mesmo para fechar o meu Blog.
Só não o fiz porque iria dar um enorme prazer ao "cavalgadura" que me tem tentado fazer a vida negra.
O meu Blog foi difamado como contendo palavras obscenas!!!!!!!
Isto eu não perdoou e irei até às últimas consequências, ou seja, até saber quem o fez.
Ainda não o consegui, nem sei quando nem se é possível, mas até mo dizerem claramente, por escrito, eu não pararei.
Há "pessoas" que vêem com maus olhos os outros seres; os mais humanos, os mais dotados, os mais inteligentes, os mais ... que lhes fazem sombra!
Sabes? Voltamos ao tema que primeiro me trouxe até ti. Ao que eu "usei" para dar um recado a um "crápula" que só ainda não disse o nome porque não vou usar as armas dele, a difamação.
Quero fazê-lo com todas as certezas possíveis.
Oxalá consiga.
Não se trata de vingança, trata-se meramente de justiça.

Obrigada pelos teus textos.
Por não teres "papas na língua", os meios termos não existem para seres íntegros.
Bem hajas.

beijo enorme
Brown Eyes disse…
Ná rapidamente vou só dizer-te que não é das tuas relações nem de ninguém. Esse blog não tem seguidores e nem quem comente, pelo menos nos posts que vi. O que fizeram não foi a mim, foi a pessoas que ela achava indefesas. Soube da história e não gostei. Lê o comentário do johnny e saberás o nome do blog, como vais ver não conheces. é um blog que nem vale a pena lá passares. Ridiculariza as pessoas. Fá-lo depois a quem passar para defender mas, como deves calcular não conseguiu adivinhar uma de mim. Não é fácil. A minha vida privada não interessa e não abri o meu blog para me promover, como ela fez, por isso daqui nada conseguiu. Um beijinho Ná e bom fim de semana.
MZ disse…
Também ía falar de dicionários e de futilidades e tudo o que se relaciona com esta palavra, mas aprecebi-me que existe aqui uma mensagem muito forte que, de futilidade não tem nada.
Passaste bem a mensagem apesar de estar a completamente a leste do assunto.


Bom domingo.
Beijinhos
Manuela Freitas disse…
Olá Mary,
Ao ler o teu post apercebi-me que o mesmo tinha destinatário. Pelas pistas dadas facilmente cheguei lá e fiquei revoltada, sou tão «santinha» que nunca pensei que seria possível para gozo maldoso, usar posts de outras pessoas e o que as pessoas naturalmente vão postando, para as ridicularizar! É de facto muito imbecil e estou absolutamente de acordo com o que dizes da dita cuja!..
Beijos,
Manuela
Eyes

Certo o que diz! Poderia olhar este e aquele e aproveitar suas ideias, seu ideais, seria incorrecto e talvez ou sempre, suas palavras sejam as Melhores e para si e para mim (falo por mim)
são as Maiores.

Continue como é
e continua muito bem!

Com ternura,

Maria luísa
Juana disse…
... que história esta. Eu estou a leste e nem desejo aprofundar o tema. Mudando de assunto, obrigada Brown Eyes pela tua visita e comentários. Continua. Bj
anouc disse…
Há pessoas que fazem eco quando passam. Não têm nada dentro. Ou melhor, têm. Lixo. Muito lixo.

Seja quem for a sujeita/o, seja ou não uma personagem, não concordo com o que disse o Johnny. Não pode ser boa pessoa. Uma pessoa minimamente decente e equilibrada jamais escreveria monstruosidades como as que vemos por lá.

E só tenho mais uma coisa a dizer... com tão boas pessoas a morrer nas estradas todos os dias...
Brown Eyes disse…
MZ ainda bem que estás a leste. Este assunto deixa uma revolta que não se vence facilmente. É daquelas coisas que não imaginavas que existissem mesmo sabendo o quanto as pessoas são más. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Manuela eu também nunca imaginei que isto fosse possível. Muito menos feito por alguém que, além de não ter o mínimo de dignidade, de escrupulos, também é pouco inteligente. Se reparaste nas respostas que dá, ela própria fornece pistas sobre ela e, além disso, tem uma cultura muito reduzida. Nas respostas o assunto vai bater sempre ao mesmo. Enfim...que virá ainda por aí? Pior que isto não sei. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Maria Luisa aqui trata-se de cópia dos posts para depois ridicularizar quem os escreveu. É algo absurdo, dificil de imaginar. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Juana faço-o por gosto, sempre que posso. Beijinhos
Brown Eyes disse…
anouc penso como tu: Uma pessoa minimamente decente e equilibrada jamais escreveria monstruosidades como as que vemos por lá.
Plenamente de acordo. Um papel para destruir pessoas? Enfim, só pode ser loucura.
Eu costumo dizer algo parecido: Morre tanta gente que faz falta....
Beijinos
Mundo da Lili disse…
Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e virei seguidora. Espero em breve você no meu Mundo!
Enorme bjo e sucesso!
Brown Eyes disse…
Obrigada Lili. Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Minha querida amiga:
Estou completamente out deste assunto ;-)
E ainda bem porque quando eu leio, vejo ou ouço pessoas com tais características, avoluma-se dentro de mim uma raiva muito difícil de conter, e sinceramente a minha passagem pela blogosfera é de respeito, admiração e amizade, palavras que não precisamos de procurar em nenhum dicionário porque estão dentro de nós.
Só recebemos o que damos é o que eu sempre digo, portanto, tenho a certeza que a pessoa em questão vai receber o que merece.

Beijinhos muitos
Pedrasnuas disse…
BROWN EYES, ESSE TIPO DE COISAS PASSA-ME AO LADO...JÁ FUI PERSEGUIDA E AINDA SOU...HÁ QUEM VENHA COMO ANÓNIMO MAS SUSPEITO DE QUEM SEJA...É PERSEGUIÇÃO...
A PESSOA EM QUESTÃO DEVE TER UM FUSÍVEL QUEIMADO...E ESTÁ Á ESPERA DE UM LAPSO MEU...QUALQUER UM,POR ÍNFIMO QUE SEJA...É TARA´,SÓ PODE SER...A IMPORTÂNCIA QUE ME DÁ SÓ ME ENOBRECE,NÃO É?EU HONESTAMENTE NEM VISITO O DITO CUJO...NÃO PERCO TEMPO. A MINHA POSTURA É SEMPRE A MESMA.NÃO ENTRO EM COMPETIÇÕES,NÃO ESTOU AQUI PARA DENEGRIR NINGUÉM . APENAS QUERO PAZ E HARMONIA. E QUEM VIER QUE VENHA POR BEM, CASO CONTRÁRIO O COMENTÁRIO É MESMO ELIMINADO!!!

BEIJINHOS MEUS
Brown Eyes disse…
Fê foi o que me aconteceu, a raiva foi tanta que não resisti a defender quem ela atacou. Sabia que ela iria utilizar o meu blog posteriormente mas, como nunca tive medo, como adoro lutar pelo que acho justo fui lá. Agora passa a vida aqui a cuscar e vai para o ninho imundo dela publicar o que aqui vê ou supõe ver, fazer publicidade barata ao meu blog.É que nem ler sabe quanto mais interpretar. Enfim...o blog, tal como no mundo, tem de tudo, gente útil e inútil. Ali está uma inútil com a mania que é a maior.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Pedras nunca tive anónimos acreditas? Nunca, nunca tive qualquer problema com ninguém e esta veio porque, sempre que alguém vai lá defender quem ela ataca, caiem em cima da pessoa. Não tem comentadores percebes? Quer arranjar assim, nem que seja comentários desfavoráveis, quem vá lá dizer uma palavrinha. Sabes aquelas pessoas tão cultas, tão cultas que só conhecem meia dúzia de palavras? Aquela pessoa tão inteligente, tão inteligente que tu em dois minutos ficas a saber a verdade sobre ela? Pois, é uma símia com a mania que é humana, que raciocina.
Eu também não ando para competir, sabes bem disso. Estou mais para me desenvolver, para aprender do que para ensinar mas, também estou para reforçar aquilo em que acredito. Eu acredito no respeito pelo ser humano e sempre que tropece no contrário levantarei a voz. Se eu quisesse ensinar estava a dar aulas, se quisesse dar nas vistas tinha ido para modelo, se quisesse uma vida fácil ia para a política, se quisesse gozar era prostituta e se quisesse uma vida cómica era palhaço. Fácil não? Beijinhos
AC disse…
A mensagem projectou-se da melhor maneira: devidamente fundamentada e com o toque certo da ética, da justiça, do humanismo...
Excelente texto, Mary!

Beijo :)
Pedrasnuas disse…
MAS VOLTANDO A FALAR DESTE POST,HÁ QUE DIZER,LER SIM ,MUITO, MAS QUANDO NOS DEPARAMOS COM PALAVRAS MAIS COMPLICADAS,ONDE VAMOS CONSULTAR O SEU SIGNIFICADO?
NOS DICIONÁRIOS OBVIAMENTE OU NÃO?E A GRAMÁTICA TAMBÉM NÃO SERVE PARA NADA? DE CERTEZA? . E DIGO MAIS UM DICIONÁRIO É UMA BÍBLIA...

BEIJINHOS
Lala disse…
Ao que parece tenho andado um bocado alienada do que se passa neste mundo... o da blogosfera... Li o teu post, li os comentários e quando cheguei ao do Johnny e que comecei a perceber... Então interrompi a leitura e fui espreitar o tal antro... Só me surgiu uma palavra: Coitada.
Brown Eyes disse…
Lala e já não viste o que deu origem à minha ida a esse blog, ela apagou-o. Aí sim, ficavas fora de ti. Enfim...a maldade existe aqui também. Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…