Avançar para o conteúdo principal

A Million Years Ago




A million years ago, I believed I could fly, I could run ... I let my heart decide my way.
When I was young, deep down, I knew it would be inevitable to wake up.
Today, I see that time is running, but I am still asleep, as it was a million years ago.
I remember dreaming of you, where life reigned, and the smell of damp earth magnetized me.
Like millions of years ago, I miss you, the sunset in the Indian Ocean, the chirping of the morning, the ping of Surucucu.
As it was millions of years ago, your taste continues to satisfy me and the Embondeiro's grandeur protects me.
Like millions of years ago, I ride your waves and plunge into your heart.
Like millions of years ago, I sit on your lap and nothing else exists.
Like a million years ago, your beauty snatches me and I fly, I run ... I let my heart decide my way.





Comentários

✿ chica disse…
Linda música!! Como estás? Tudo bem? bjs praianos,chica
Mary Brown disse…
Tudo bem. Com saudades do mar. Beijinhos
Fernanda Maria disse…
Ando afastada mas não esqueço a nossa amizade :)

beijinho
Mary Brown disse…
Fê também não esqueço. A vida às vezes não nos permite fazer tudo o que desejamos. Há quem diga que acabamos por ter sempre tempo para o que queremos, sem dúvida, o problema se calhar está em querermos coisas a mais. Beijinhos
mz disse…
Mary, um grande abraço ao som da Adele!

O blogue está com um novo visual, mas não perdeu a essência.

Beijinhos
Mary Brown disse…
MZ que bom ver-te por aqui outra vez. Um visual mais simples que permite ganhar tempo a quem o visita. Beijinhos
Briseis disse…
Ai, é tão melancólica que até me doeu... É muito bonita, é um poema, mas ao ouvi-la, ficou tudo cinzento à minha volta, como no vídeo...
Em compensação, as palavras que são tuas parecem-me ter, além da saudade, uma grande dose de "missão cumprida" e o colo de alguém que se ama. E isso é o mais importante. =)
Mary Brown disse…
B reviver o passado traz sempre uma dose de melancolia. Há sempre alguma coisa que perdemos, nem que seja os amigos de escola. Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…