Avançar para o conteúdo principal

Que Povo!



Estou admirada!
É dia de greve. Portugal está em crise. Já ganhamos tão pouco! Eles ainda se ficam a rir  com o dinheiro que metem ao bolso. Não faço greve. Estou de acordo mas, o dinheiro faz-me falta.
Não faço greve.
Portugal ganhou contra a República Checa, passou para as meias finais. Pega-se no carro e anda-se há meia hora (quanto tempo ainda andarão, estão ainda no começo) a percorrer a cidade com as buzinas aos gritos.
Acabou a crise? O dinheiro deixou de fazer falta? Quem se está a rir agora?
Excelente povo que é pobre para lutar pelos seus direitos mas passa a rico quando festeja uma vitória futebolística, que não lhe trará benefícios nenhuns.
Viva os Portugueses!
Brown Eyes

Comentários

Brown Eyes disse…
Não sou contra a selecção mas sou contra as opções que são feitas neste país, tanto o governo como o povo. Para pobres andamos a viver bem demais(alguns) e a lutar cada vez menos.
Brown Eyes disse…
Obrigada. Já somos dois predispostos a lutar, mesmo que fiquemos sem um tostão. Beijinhos
otempoquehadevir disse…
eheheh... Aqui na minha área comecei a ouvir foguetes a rebentarem e pensei "UI!! Que se passa?" Fui ver... Era a MANADA a festejar um dos três 'F' do controlo...

Falas de greves... Pois então outro dia devido à greve dos bacanos dos barcos do Tejo uma Escrava foi entrevistada pela "jornalista" e afirmou "Não acho bem! Já tenho o passe para o mês comprado, já gastei o dinheiro... e agora?"
Conclusão: Os Escravos que estão na disposição de lutar através da figura "greve" devem começar a fazer esforços para fazerem greves apenas em períodos do dia em que não incomodem os restantes Escravas que estão resignados à condição miserável de Escravos, ou então em alturas em que as MANADAS de ESCRAVOS efectuam as migrações anuais para as zonas próximas do oceano!

Acabem lá com isto de tentar melhor a vossa condição... A Malta já pagou os passes e além do mais temos que chegar à horinha à plantação!!!

De uma realidade começo a ter a percepção: o aumento do números de ESCRAVOS com grau académico igual ou superior a Licenciatura não serviu para grande coisa! Mas isto já dava azo a muitas letras e já me estão a começar a doer os dedos ihih...

Bjhs
voz a 0 db
Brown Eyes disse…
Pena que os escravos tenham um raciocínio limitado, senão poderiam imaginar que talvez estejam a lutar pelo futuro dos filhos ou dos netos. Festas é com eles e para isso, mesmo com passe pago, podem até gastar uns euritos em táxi. Que fazer!
Beijinhos
João Roque disse…
Claro que não concordo com esses gastos em gasolina, mas até compreendo as manifestações de júbilo; afinal são tão poucas as situações de festejo nos tempos que correm...
E isto acontece em todos os sítios, mais desenvolvidos e menos desenvolvidos. Por muito que se tente perceber, o futebol gera coisas deste género, mais que qualquer outra causa.
Brown Eyes disse…
João mais do que uma causa que é importantíssima hoje e amanhã? Porque os nossos antepassados lutaram para nós podermos usufruir? Jamais compreenderei a prioridades deste povo, único que em crise continua impávido e sereno, como se tudo estivesse bem. Beijinhos
Ana Martins disse…
Brown Eyes, boa noite!
Não podemos nos fixar somente nos festejos por Portugal ter ganho. Eu também fiquei feliz mas, não faço parte dos que saíram para festejar.
Desculpa a sinceridade mas, acho que agora tudo se virou para criticar os que vibram pela selecção, então e as festas populares?
Já pensaste que aí também não houve nem haverá crise?
O que nos falta na verdade, é união e a união faz a força. As pessoas têm gostos diferentes e é claro que a crise não acabou mas, todos temos direito a uns momentos de alegria e lazer, ou então acabaremos todos loucos.
Eu vibro sempre que a nossa selecção ganha, e olha que não gosto de futebol, e também não saio para festejar, porque não é do meu feitio.

Beijinho,
Ana Martins
Olga disse…
Eu também disse isso à janela, rssss. Olha agora já não existe falta de dinheiro para a gasolina. Somos Portugueses, é a alma portuguesa, não há nada a fazer. Beijinhos,
Fê-blue bird disse…
Amiga:
Um Povo que tem o governo que merece.
Pena fazer parte deste povo que festeja o futebol e esquece o resto.
Beijinhos e bom fim de semana.
Mz disse…
A alegria tem de ser festejada, isso faz bem a qualquer povo. Pobre ou rico, se existe algo que nos faz sentir feliz, pois que se festeje.

Brown Eyes, acho que neste momento quem tem dinheiro para andar a queimar conbustível, terá também dinheiro para comer.
Lady Me disse…
É uma triste realidade! Quase ninguém percebe como é triste esta situação!

Beijinhos, querida :)
Brown Eyes disse…
Ana como escrevi no 1º. comentário não sou contra a selecção, nem tão pouco contra quem festeja com a vitória da selecção mas sou contra quem não luta pelos interesses gerais com a desculpa que não tem dinheiro mas é capaz de gastar dinheiro festejando uma simples vitória da selecção percorrendo as cidades de lés a lés. Quero eu dizer que as opções feitas por este povo são sempre aquelas que nada contribuem para o melhoramento do país e do seu povo.
Festejar não significa ter que pegar no carro e gastar o que parece que não se tem.Beijihos
Brown Eyes disse…
Olga disseste porque deves ter sentido como eu a indiferença deste povo na hora de lutar. Cada vez há menos adesão às greves mas queixar eles queixam-se mais que nós que a fazemos. Na hora de agir há sempre uma desculpa, na hora de se divertirem podem até fazê-lo sozinhos, não têm problemas. O mesmo acontece na hora de beneficiarem de algo.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê também eu tenho pena que se esqueçam os problemas tão graves desta sociedade. Pena que esqueçam o desemprego, os roubos diários. Dizem que o futebol é o ópio do povo e eu penso que pobre povo que esquece tudo porque uma bola é feita girar por 11 jogadores.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
MZ talvez tenha. Certezas não tenho nenhumas. Já vi tanta coisa neste país e sei de tanta situação insólita que francamente não sei se têm dinheiro para comer. Sei que tiveram para gastar em combustível. Não sou contra os festejos dou contra algumas opções que se fazem em detrimento de um desenvolvimento do país. Foi isso que deixei aqui claro. Se estou em crise jamais gastaria dinheiro em combustível para festejar uma vitória da selecção ou até de um partido que como sabes muitos portugueses fazem. No entanto jamais deixarei de lutar pelos meus interesses nem que isso signifique comer batatas com cebolas.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Lady andam anestesiados, não sei é se andarão muito tempo. Veremos. O número de comércios que fecham diariamente é alarmante já para não falar nos desempregados. Não pode haver desenvolvimento quando os ordenados são baixíssimos e nos sobrecarregam com impostos. Não é preciso ser economista para se tirarem estas conclusões. Beijinhos
Pedrasnuas disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Brown Eyes disse…
Pedras não entendeste a base deste post. Não se trata de criticar a alegria trata-se de criticar a participação deste povo nas decisões do país. Percebeste? Ser realista é uma coisa e ser azeda é outra e a verdade é que a realidade deste país não é promissora. O que tenho visto é subidas de défice apesar dos roubos constantes a quem trabalha. E o povo festeja.
Beijinhos
Pedrasnuas disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedrasnuas disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Brown Eyes disse…
Pedras ontem apeteceu-te provocar-me não agredir-me. Informo-te que a mim não me apetece ouvir as tuas provocações pelo simples facto de que eu nunca te provoquei. Informo-te, ainda que os comentários estão abertos a opiniões, não a provocações.Essa é a tua opinião e se eu tivesse a mesma sobre ti simplesmente deixava de te visitar, simples não é? Mas tu achaste que o melhor era provocar. Já te perguntaste porque sentiste essa necessidade? Então pergunta-te. Quem sabe descobres que a amarga, azeda e inconformada és tu. Agora pergunto eu onde mora a tua parte alegre? Este blog nunca foi cómico, se te queres rir procura um à medida.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Pedras aclarando esse pormenor da infância de que falas, lendo-te qualquer um fará um filme das tuas palavras, talvez seja isso que pretendas, mais uma vez percebeste mal. A minha infância foi maravilhosa num país maravilhoso onde imperava a solidariedade. A minha adolescência é que foi um choque. Passei do paraíso para o inferno, lá havia solidariedade e aqui vivesse para provocar e separando. Este esclarecimento era necessário porque tudo tem que ficar fundamentado e só assim surge a verdade.
Não ando por aqui por falta de amor ou auto-estima por isso não preciso de ler que gostas de mim. Isso é um pormenor insignificante. Estou aqui para difundir ideias e adquirir conhecimento. Apenas isso. Se quisesse um batalhão de amigos virtuais andava pelas redes sociais.
Eyes

Tens toda a razão! Há crise ou não há crise?

Sempre houve uma forma de entreter o povo...e o futebol, é uma dessas formas.

Desculpa a minha ausência, mas a saúde não está nada bem, há uns tempos largos.

E como não apareço, muitos deixaram de me aparecer, mas tu
fizeste o contrário, apareceste mais do que o habitual.

És um espanto Eyes!

Abraço,

Mª. Luísa
Brown Eyes disse…
Maria Luísa a minha ausência deve-se ao cansaço mas sempre que possa irei visitar-te. Quanto à blogsfera já não é o que era. Se comentamos temos comentários senão desaparecem. Eu sempre fui fiel ao meu pensamento e continuarei a compreender e a acompanhar as pessoas de quem gosto, mais espaçadamente, o tempo diminuiu mas estarei lá. Não temos todos a mesma disponibilidade, nem a mesma vida, nem a mesma saúde, há que compreender os outros para sermos compreendidos. Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Amiga, estou de partida, vou uns dias para o Algarve,não para a praia mas para trabalhar :(
Até para a semana

beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê que tudo te corra bem. Beijinhos
✿ chica disse…
E hoje, pena, estava torcendo pelos portugueses,não deu!! beijos,chica
Brown Eyes disse…
Chica jogaram bem e mereciam. Não marcaram durante o jogo, depois é uma questão de sorte. Os espanhóis tiveram-na. Beijinhos
Totalmente de acordo com este seu
post. O Governo agradece, já tem
mais motivos "para saber que ainda
pode ir sacar mais uns cobres..."
Não percebo este povo(do qual faço
parte) não percebo o fascínio num
jogo de bola levar a tanto entusiasmo.
Não percebo porque não podem ver
o jogo em casa e têm que se ir
"encher de imperial"...
Um pouco deste entusiasmo na defesa
de outras causas ajudaria, mas não
há.
Um beijinho e que esteja bem.
Irene
Brown Eyes disse…
Irene foi precisamente essa a ideia que me levou a escrever este post. Tanta garra por uma causa benéfica traria a vitória de certeza.
Beijinhos
Bom fim de semana
Ana Alvarenga disse…
As greves, que só prejudicam a classe trabalhadora, deixa-me possessa :) Muitos, para não dizer todos, temos motivos de insatisfação, mas vamos aguentando. Quando banalizada, como tem sido, torna-se fútil :) Beijinho grande, que bom que me "encontraste" :)
Brown Eyes disse…
Ana a verdade é que essa é a única forma que temos para pressionar. Quando dizes banalizada, referes-te às que têm sido feitas pelos transportes? Não sei bem quais são as reivindicações que eles fazem. Estou a leste. Não sei se têm razão ou não. Há muitas razões para lutarmos pois tinhamos os ordenados mais baixos da Europa, excluindo os países da Europa do leste, e ainda os desceram mais, não falando nos direitos que temos perdido.
Hoje tive um tempinho e andei a conhecer gente pela blogsfera.
Beijinhos
Rosa Carioca disse…
(às vezes, até acho que a perda foi benéfica...)
Obrigada pela visita e pelas palavras.
Brown Eyes disse…
Rosa sempre que tiver oportunidade farei uma visita.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Apagar não resulta porque há atitudes que nunca se apagam e quando temos a necessidade de ofender alguém ou até dar a entender algo irreal é sinal que nos faltam valores básicos. Um pedido de desculpa seria o que faria alguém com noção dos seus actos. Apagar faria-o quem foge à realidade.
Tal como na vida real aqui também tropeçamos com atitudes menos dignas mas, tal como na vida real saltamos sobre elas.
Para sermos bons não precisamos de atropelar, dar a mão é uma atitude mais digna.
Lucas disse…
Brown Eyes,

Tens a resposta às tuas questões em torno do post "Deus é perfeitoa" à tua espera.

Fica bem.
Fernanda disse…
Já um pouco fora de tempo, mas ainda dentro do contexto, afirmo aqui o que sempre disse quanto ao futebol e toda a corja que envolve este "desporto" chamado Rei...
O futebol, tal como está, só nos empobrece a todos.
Deveriam haver plafonds máximos e razoáveis para "ordenados" "prémios" e cortar em tanta gente que engrossa um caudal de parasitas que rodeiam os clubes e os jogadores.
No caso da Selecção então é vergonhoso e inadmissível.
Sou portuguesa e não menos dos que saem à rua e erguem bandeiras, mas nunca mesmo queimaria o meu dinheiro (parco) em manifestações nem tampouco em bandeiras, muito menos neste momento em que o meu país me envergonha pelos delitos cometidos contra o seu povo.

Os portugueses, hoje como ontem, ficam cegos, surdos e mudos quando o futebol lhes chega à cabeça.
Pena, mas é a mais pura verdade.

Como sempre, pertinente.

Beijo
Tite disse…
Sinteticamente diria...

Que povo!!!!

mas...

quando tudo é tristeza porque não contagiarmo-nos uns aos outros com patriotismo q.b.?

Gostei de te ler e espero voltar, depois do período de férias dos netos.

Obrigada pela tua visita
helia disse…
Realmente que Povo ! Basta o futebol , música e foguetes e uma boa sardinhada para os portugueses se sentirem felizes !
Brown Eyes disse…
Ná o problema é que o Povo deixou de saber avaliar o que está certo e errado e por isso considera os vigaristas pessoas normais. O pais está de rastos mas continua-se a gastar como se fossemos ricos e o povo aprova porque as festas fazem-nos esquecer as tristezas. Haver gente com fome pouco lhes diz, gastarem-se milhões em prémios pouco importa e o que importa mesmo é gozar o momento. Não há nada a fazer quando se esquecem os valores básicos e eles esqueceram-se deles.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Tite o patriotismo para mim não se demonstra só em alturas de festas mas deve demonstrar-se quando há apertos e aí é que está o mal deste povo. Quando se sente apertado foge e é capaz de tudo para que a responsabilidade caia no vizinho. De há uns anos para cá isso nota-se claramente.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
helia aí está um óptimo resumo.
Beijinhos
Eli disse…
Brown Eyes

Eu já tinha lido este texto, ainda não sei por que razão não comentei, porque a ideia era de te dizer que também não faço. Há quem não me entenda, quem diga para si entre dentes que se não se luta, nao se vai a lado nenhum. No entanto, eu já reconheci que esta era uma forma de luta, no passado, quando eles ainda se importavam. Agora, já não se importam e um dia de salário faz-me muita falta no final do mês. Portanto... por enquanto é assim mesmo.
Brown Eyes disse…
Eli há sectores que fazem falta quando há greves, há outros em que os funcionários fazerem ou não não se nota. No entanto, como são os números que no fim contam, apesar de nós sabermos que governo e sindicatos contam de maneira diferente, quantos mais fizerem melhor. Infelizmente não há outra forma de luta que os faça repensar. Manifestações não pressionam o governo, no entanto se for a classe médica a fazer greve já fazem pressão e conseguem tudo o que querem. Cada um faz a sua escolha, segundo o que pensa e o que pode despender. Eu farei sempre e pouparei noutras coisas.
Beijinhos
Catarina disse…
Vim para agradecer o carinho deixado no meu blogue.

Quanto a este assunto/desabafo eu acho que percebi a ideia base, a essência do que queria dizer a autora.

A intenção é que as pessoas deviam ter tanta garra para defender os seus direitos como para festejar uma vitória, certo? Concordo com isso, embora não concorde com algumas greves que tenho visto. Não concordo é a minha opinião.

Agora meter pelo meio os gastos ou não gastos das pessoas com o futebol? Bem aí já não concordo. É tão útil criticar que as pessoas gastem o dinheiro que entenderem a ver um jogo de futebol em gasóleos e em buzinas, como olhar para as praças dos concertos e vê-las repletas de gente e dizer "ainda dizem que há crise", e olhar para os carros ou ganhos de um cantor ou banda e dizer "devia-se limitar os ordenados deles".

Quer se goste quer não se goste do modo como o vizinho gasta o dinheiro, quer se fizesse ou não o que ele faz, a verdade é que o dinheiro é dele.

E como já disse várias vezes incomoda-me mais o mercedes do empresário corrupto que paga mal aos funcionários e foge aos impostos do que o mercedes de um jogador de futebol, ou actor, ou qualquer profissional de actividades das artes e do desporto, que como dizem são coisas que não enchem a barriga mas também são precisas.

Bem desculpe ter-me alongado.

Só vim mesmo para agradecer o comentário ao sorriso perfeito :)

Beijinho
Brown Eyes disse…
Catarina a ideia foi precisamente essa. Concordo quando dizes que não temos nada a ver com os gastos do vizinho mas também deves concordar que a união faz a força e se não nos unirmos esses corruptos nunca sairão do poder e continuarão a fazer desfalques que nós pagaremos com sacrifícios insuportáveis. Presentemente há muita coisa que devia e tem que ser mudada neste país e tem que haver união para que se consiga. Beijinhos e obrigada
Catarina disse…
Que a união faz a força? Concordo pois :)

Eu faço parte do novo grupo de Escravos licenciados a recibo verde. Um mimo!

Beijinho
Brown Eyes disse…
Catarina que pode um jovem sem estabilidade traçar na sua vida? O poder quer instabilidade precisamente para poder escravizar e como as pessoas precisam de comer acabam por vender o seu trabalho por uma miséria. Um trabalhador feliz e motivado produz muito mais, qualquer pessoa sabe isso. Como pode crescer a economia de um país com grande número de desempregados e gente mal remunerada? Não vamos falar, se quer, dos muitíssimo bem remunerados que não produzem. Problema é que os recibos verdes jamais terão contratos. Tanta coisa há que mudar! Beijinhos
Amiga passei para lhe deixar
um beijinho, e querem mais?
Enfermeiros/as pagos a 4E/hora...
Irene
Brown Eyes disse…
Irene dá menos porque dos 4 euros temos que tirar os descontos. Obrigada.Beijinhos
Vivian disse…
Olá,Brown!!

Faço minhas suas palavras, só mudando o país.No Brasil dá-se o mesmo.É triste constatar que mesmo passados tantos séculos,o ditado:"Pão e circo para o povo" ainda é tão verdadeiro.
Por aqui,quando não é o futebol é o carnaval!Agora para a tal copa estão estão construindo estádios, no meio do nada, nos cafundós do Brasil(lugar que nem times possuem...),bilhões jogados fora...e os hospitais estão caindo aos pedaços...e a educação cada vez mais precária...Minha nossa!Cadê as prioridades?????!!!
Beijos,amiga.
Vivemos tempos loucos.
Brown Eyes disse…
Vivian fizeste a pergunta certa: Onde estão as prioridades. Em havendo pouco dinheiro há que fazer opções mas eles optam pelo que não deviam. Beijinhos
Sena do Aragão disse…
Por cá também me incomoda essas coisas.
O povo sofre e suas considerações não são levadas a sério. No entanto, prefere-se uma boa festa a uma passeata ou greve.

Bjs
Brown Eyes disse…
Sena só não incomoda a quem se preocupa pouco ou nada com o futuro do país em que vive. Beijinhos e obrigada. Estava com saudades dos teus comentários.
BlueShell disse…
Penso que a verdadeira luta ainda está para vir,
BShell
caminhante disse…
Olá :) passei para retribuir o beijinho e deixar uma abraçinho :)))
Brown Eyes disse…
Blue sem dúvida. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Suzana obrigada. Estava com saudades tuas. Há pessoas que marcam e que nunca esquecemos, mesmo que estejam ausentes. Beijinhos
Completamende de acordo, com toda a minha sinceridade.

Responder o quê? Tu dizes tudo...

Férias felizes e obrigada por me escreveres.

Te espero sempre!

Maria luísa
Brown Eyes disse…
Maria Luísa obrigada
Beijinhos
Houve greve enquanto eu estava ausente? Não sabia. Quanto ao post, (quase) totalmente de acordo.
Compreendo as razões para não se fazer uma greve mas, sem sacrifícios, tb não chegamos lá...
Beijinho e bom fds
Brown Eyes disse…
Carlos não houve,comparo com outras que houve e não tiveram adesão porque não havia dinheiro. Beijinhos
Bom fim de semana.
Passei para deixar um beijinho
e desejar que esteja bem.
Irene Alves
Brown Eyes disse…
Irene estou bem. Estou de férias, na quinta. O tempo vai passando sem eu dar conta. Beijinhos
Pegam no carro e andam meia hora a percorrer a cidade com as buzinas aos gritos, para durante o resto da semana, se queixarem que não têm dinheiro para o combustivel.
E te encontrei de novo
e grata fiquei...
Que tudo corra bem!

Maqria Luísa
Brown Eyes disse…
João há quanto tempo não te via por aqui. Exactamente. Para gastar a celebrarem uma vitória da selecção, do clube ou ainda de um partido têm dinheiro mas para proveito próprio não têm. A mentalidade de um povo é dificil de se modificar. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Maria luisa obrigada. Beijinhos
✿ chica disse…
Voltei pra te ver!!Tanto tempo!!Tudo bem?//beijos,chica
Fê-blue bird disse…
Amiga já voltei! :)
Espero que estejas bem e descansada eu estou a precisar de férias :))

beijinhos e até breve
Graça Pereira disse…
Em 42 anos de serviço público...nunca fiz greve, precisamente porque pensava como tu: eles engordam os bolsos e eu fico mais pobre.
Gosto de futebol e acho bem que extravasem a sua alegria ( já que temos tão pouca coisa que nos faça feliz) mas seria incapaz de gastar rios de dinheiro ( que ás vezes não têm) para irem lá fora...acompanhar o seu clube.
Pobres...mas com dignidade!
Beijocas
Graça
Brown Eyes disse…
Chica por aqui vai-se andando com interregnos mais longos do que os que têm as medidas de austeridade deste país. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê eu não volei ainda. Já estive de férias mas tal como tu precisei de mais. Haja paciência e essa nem sempre é a que gostariamos de ter principalmente quando a saúde foge. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Graça serviço público, que pena tenho de quem o faz e uma enorme raiva por ter aceitado entregar esses serviços. Há coisas que mudaríamos na nossa vida se pudessemos voltar atrás, essa é uma delas. Se o tivesse feito hoje seria plenamente feliz, assim.....Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…

Carnaval de Vermes