Avançar para o conteúdo principal

Confusão

Confusão mental é uma forma de alienação mental, passageira ou persistente, em que o indivíduo perde todo o raciocínio claro e preciso; perturbação de ideias.
Temo, um dia, perder a minha organização mental. Considero esta perca uma das maiores que um  ser humano pode sentir. Porquê? 
Perde-se a noção da realidade, perdendo-a tudo  é possível, tudo passa a ser verdade, vive-se num tumulto, numa desorganização total. 
Não acredito que este tipo de alienação possa ser passageira. A pessoa habitua-se a viver dentro dela, num mundo à parte, o seu, e tende a julgar que a sua mentira é real, que quem o ouve não raciocina e é desprovido de memória. Cria-se o hábito, hábito que se enraíza profundamente, tipo salgueiro-chorão, que pode sugar qualquer ponta de vida. É um caminho sem retorno. O fim é a destruição, a sua, a de quem o rodeia, a de quem não consegue distanciar-se da sua fantasia.  
Esse  alguém pode ser chamado de louco, se pertence ao povo, ou manipulador, se pertence a outra classe, nomeadamente política.
Como tenho memória, ainda, recordo-me de no dia 13 de Maio de 2008 o Sr. Sócrates, no papel de primeiro ministro, ter sido apanhado a fumar num avião, depois de ter proibido o fumo em locais públicos.
Vi, por acaso, este fim de semana, o "Nico à Noite"  e a dada altura diz o demissionário P.M.:
....em 1999, altura em que deixei de fumar e portanto decidi começar a correr (19:37). 
Moral da história: Quando se instala a confusão no nosso cérebro, mesmo os actos banais, como fumar, sofrem distorções. Tudo em nós passa a ser falso, inexacto, incerto. Haverá alguém que possa acreditar ou confiar em nós? Poderemos nós, neste estado, assumir alguma responsabilidade? Qual será o órgão que tem a obrigação de não permitir que os nossos actos prejudiquem terceiros? Quem determina a nossa insanidade mental? Quem está obrigado a proteger-nos e a proteger quem nos circunda?
Inquieta-me esta confusão e estando eu a caminhar para a velhice  queria faze-lo serenamente, despreocupadamente e em segurança.
Brown Eyes

Comentários

pink poison disse…
A tua calma, sente-se...
Eva Gonçalves disse…
Eu queria não só uma velhice despreocupada e serena, como uma meia idade com alguma sanidade mental à minha volta (ao contrário de ti, julgo que é geral... instalou-se uma espécie de pandemia... )A alienação mental pode mesmo ser apenas temporária e a confusão mental ser dissipada, muitas vezes com a ajuda de medicação anti-psicótica. Posto isto... acontece Mary, que infelizmente, os políticos também podem ser não só manipulativos, como loucos... não digo que seja o caso em concreto... será o caso de muitos lideres mundiais... Quem nos pretege perguntas tu... e se o que eu achar não coincide com o que tu achares.... e se a mesma realidade é percepcionada por diferentes portugueses de diferentes formas (pelas sondagens... deve ser...) temos de respeitar o resultado desse exercício de cidadania... e é isto a democracia... dá-te por contente que ainda vives num país em que podes escolher e fazer ouvir a tua voz... mesmo que discordes do resultado da maioria e mesmo que te pareça que até os Deuses devem estar loucos... :) Beijinhos
✿ chica disse…
Acredito que ainda além de querer, é nosso DIREITO ter uma idade avançada tranquila o mais possível e sm confusões, principalmente as criadas por fora de nós... Uma linda reflexão aqui...
beijos,lindo dia!chica
Amiga

Te tenho procurado, mas hoje te encontrei.

Eu penso e sei que analiso os outros e me analiso a mim e não me considero melhor, nem pior do que
este, aquele e o outro.

Assim se descobre que a nossa mente está bem.

No dia em que isso não aconteça,
há vestigios para nós, em momentos
longos ou breves, em que nos apercebemos que não estamos bem
e temos procedimentos que não são
justos.

Ninguém pode ter a certeza se um
louco, um demente da idade, não
tem momentos lúcidos em que reconhece a miséria fisica e mental a que chegou.

Eu digo que sim!

Há tempo para amar
Tempo para morrer
Tempo para enlouquecer
E tempo para reconhecer
A nossa própria loucura!

Insanidade mental?

Quem sabe aonde chega? Ninguém!

Um Beijo,

Maria luísa

p.s.escreve-me, por favor.
Petra disse…
Querida Brown: o caso desse senhor não é confusão de ideias...
Não se trata aqui de psicoticismo...
Trata-se de maldade, hábito há mentira...
Para se ser assim não é preciso ser-se doente.
E eu tu tivemos um exemplo parecido. bjo
Fê-blue bird disse…
Amiga Brown Eyes:
Esta tua preocupação é muito pertinente e está aqui muito bem descrita. A mim também me aflige saber que quem nos (des)governa sofre desta patologia, alimentada diariamente por todos aqueles a quem dá jeito estes "esquecimentos".
Mas o que mais me choca, é o povo anónimo vítima deste louco, que ainda o acha o único capaz de nos continuar a (des)governar.
De que vale vivermos em democracia se estamos presos, suspensos sem termos nenhuma perspectiva de futuro.
De que vale o nosso voto de protesto, se ele repetidamente tem sido anulado por outros que acham que estamos bem.
Já jurei e repito, se o Sócrates voltar a ganhar estas eleições, desisto completamente de acreditar neste país.
Vivemos inquietas, depressivas e pagamos ainda por cima a incompetência dos outros.
Estou muito cansada disto tudo.

Beijinhos
Brown Eyes disse…
pink acredito sempre no amanhã e isso é bom porque permite que a esperança nunca morra. Mas olha que há pessoas que me tiram a calma e com algumas delas convivo todos os dias. Gente burra e má faz-me ir aos arames mas afinal são essas as pessoas valorizadas hoje em dia. Porquê? São tão burras que não conseguem levantar nenhuma questão, obedecem, e tão más que facilmente servem de correio e assim pensam poder governar aniquilando o parceiro que temem.
Apesar de imaginar um mau futuro para o nosso país acredito no milagre, acredito que vai haver algo que nos salve mas para isso é necessário que a nossa mentalidade se modifique e em vez de pensarmos em nos aproveitarmos das situações comecemos a pensar em raciocinar para alterar o que já é tradição: vencer através do que chamamos cunha e passar a vencer pelo raciocínio.
Beijinhos e obrigada
Brown Eyes disse…
Eva eu acredito no instinto, instinto que acaba sempre por vencer e por isso para mim alguém insano sê-lo-à toda a vida e não há comprimidos nem castigos que o emendem. O que a mim me anda a preocupar é que os valores começaram a ser subjectivos, deixaram de ser elementos obrigatórios nesta sociedade em qualquer ser humano. O mesmo acontece com a justiça, só existe para os pobres, não é? Como podemos esperar segurança num país onde os nossos governantes nos dão exemplo de corrupção e mentira, onde vale tudo para obter poder? No meu mundo ainda há castigo para quem mente, para quem não assume os erros, para quem faz falcatruas com o intuito de beneficiar com elas. Devo viver num mundo à parte mesmo. Acredita que jamais me habituarei a viver neste. No meu mundo teria que haver alguém, isento, completamente isento, que nos protegesse de gente louca, tinha mesmo, fosse essa gente quem fosse. No meu mundo a justiça é algo que todos temos direito, assim como a punição quando não cumprimos as regras que alguém escreveu. Escreveu mas parece que não é para todos. Como pode uma criança acatar a punição de um pai quando mente se verifica que neste país os mentirosos são aplaudidos? Isto é uma cadeia e não é por acaso que os nossos jovens não respeitam os adultos e não acatam as regras. Os mais velhos dão-lhes o exemplo.
Sei que há portugueses que pensam que ele é um mau menor, que não há concorrente à altura, blá, blá... Sabes que penso dessa gente? É louca também, tanto que não consegue já raciocinar, já não distingue o bem do mal e quando chegamos a esse ponto... Temos que respeitar o resultado, temos porque vivemos em democracia, dizes tu. Eu digo que há povos que não merecem viver em democracia e um povo que opta por colocar a governar no seu país um louco não merece viver em democracia, não sabe fazer opções nem análises por isso...Lembra-te que somos todos nós que vamos arcar com as opções que este povo fizer e a mim tiram-me todos os meses dinheiro para pagar a divida que um louco contraiu portanto as escolhas deste povo vão, de certeza, interferir na minha vida pessoal. Foram elas que me fizeram perder direitos pelos quais muita gente lutou. Ainda achas que este povo merece viver em democracia? Eu não acho. Não têm capacidade de escolha. Não é por acaso que em direito nem todos são capazes para praticar actos da vida civil, há os incapazes. Adquirida a personalidade nem todos têm capacidade de fato ou exercício apesar de terem a de direito.. A existência de limitações orgânicas ou psicológicas retira a capacidade de facto. A incapacidade civil existe e devia ser aplicada a todos os que não possuem discernimento para poderem analisar o que os rodeia. Acredita que democracia e liberdade são para mim cada vez mais palavras ocas e coisas que nem todos têm capacidade para usar. Palavras que parece justificarem tudo até a perca de noções básicas.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Chica há muita gente neste país que trabalhou para ter uma velhice tranquila, paga para isso e em vez de a ter terá uma velhice sem o básico, sem dignidade. Isto porquê? Porque este é um país de cegos com uns poucos que têm olho e que acabaram por levar este país à bancarrota. Nunca fizeram nada mas querem e colheram o que os outros plantaram.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Maria Luísa sempre temi os loucos porque no mundo em que eles vivem tudo é possível, como tão bem referes. Há que penaliza-los porque senão forem penalizados teremos não só uma pandemia como este país virará um matadouro. Todos acabarão por pensar que a loucura compensa e pobre daqueles que se mantiverem sãos.
Linda passarei no teu cantinho, ok? Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê resumiste claramente o que se está a passar neste país. Coitados dos que ainda se mantêm sãos e conseguem ver a manipulação deste sujeito e analisar os seus actos sem se deixarem levar pelo fanatismo nem por interesses de qualquer tipo. Este país hoje é só para 2 ou 3 e são esses 2 ou 3 que vivem à grande com o esforço de quem trabalha e que infelizmente não consegue fazer ouvir a sua voz. O interesse em manter este sujeito na cadeira é maior que a verdade dos factos e se for preciso queimam-se as provas da sua loucura desde que ele continue lá e beneficie os inúteis. É vergonhoso e acredita se este sujeito ganhar não só tu como também eu não só deixo de acreditar mas passarei a ter vergonha de ser portuguesa. Um país onde o povo opta pela corrupção é um país perdido, do qual nada se pode esperar. Beijinhos
disse…
É difícil envelhecer em segurança neste país socrático. Nunca, na nossa História, um só homem foi capaz de fazer tanto mal a uma grande Nação. É um alienado? É sim. Mas é pior do que isso´, é um mentiroso compulsivo. É um vendedor de "banha da cobra". É um tarado. É, enfim, um crápula da pior espécie.
Biejinhos
Caldeira
Patty disse…
Olá Mary,
passo por aqui para lhe deixar um beijinho. Muitas vezes leio o que escreve mas como tenho andado numa fase em que não sei o que escrever, acabo por não deixar comentário.
Existem fases da nossa vida em que andamos cansados, sei que está nessa fase, espero que já esteja melhor, não pense na sua velhice, pois quando chegar a altura, deverá ser calma e serena, é assim que eu a vejo na minha cabeça, uma velhinha muito meiga e carinhosa, a passar uns bons momentos juntos daqueles que a amam.
bjocas grandes
Brown Eyes disse…
Não respondi ainda a nenhum comentário? Não acredito! Como eu ando. Pensava que havia apenas um ou dois por responder.
Pink obrigada por mais uma visita e um comentário. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Eva, minha querida obrigada por mais uma vez contribuíres com a tua opinião. Sou muito exigente e não me chega uma liberdade fingida, não me chega mesmo. Se reparares é o que temos, cada vez somos menos livres e quer queiram quer não nunca estivemos tão presos e nunca tivemos tantas obrigações, nunca fomos tão vigiados. Não é? As pessoas vivem numa ilusão, pensam que o facto de poderem falar (nem todos o podem fazer e quando o fazem contra o governo sofrem represálias) significa, só por si, serem livres. Engano, puro engano mas que adianta eu falar? Nada, gostam de se iludir e por mim...A liberdade não existe, tu estás sempre presa às leis e aos valores da sociedade em que vives, não podes fazer o que te apetece e agora além de não poderes ainda és vigiada constantemente. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Chica eu já tinha respondido a estes comentários, lembro-me bem do teu mas foi naquele dia fatídico em que os blogs estavam com problemas. Todos devíamos ter esse direito mas, infelizmente uns têm direitos e os outros obrigações. Agora eu estou obrigada a contribuir para a reforma de quem está reformado mesmo sabendo que nunca terei direito a ela. Neste país há muita coisa que não funciona e igualdade é coisa que não existe.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Maria Luísa tenho andado muito cansada e tenho aproveitado o tempo livre para descansar e passear no meio da natureza. Os sons, os cheiros da natureza são o melhor calmante que existe.
Pena que ninguém nos livre dos insanos, neste país são mais livres que os sãos porque para eles não há regras.
Beijinhos

p.s. passarei pelo teu cantinho
Brown Eyes disse…
Petra não consigo acreditar que apenas a maldade leva a tal comportamento. Para mim quem não tem as noções básicas para viver em sociedade só pode ser louco. Se falamos então de alguém que parece ter andado a estudar (percebeste as entrelinhas?) pior ainda.
Beijinhos Linda e obrigada
Brown Eyes disse…
Zé pois é, impossível. Para mim está a tornar-se impossível viver aqui e quando ouço as sondagens fico possessa:). Mas tudo serve para tirarmos conclusões e eu estou a tirar as minhas. Se tinha dúvidas de que fossemos um país de atrasados vou, pouco a pouco ficando com certezas. Sabia que vivíamos de aparências, que gostávamos imenso de criticar os outros e não olhávamos para nós, que agíamos por interesse mas a este ponto? Ao ponto de não conseguirmos ver o quanto um homem destruiu uma sociedade, destruiu um povo? Ao ponto de não conseguirmos ver a desgraça que vive ao nosso lado?
Nunca gostei dos vendedores de banha da cobra, nunca lhes comprei nada por mais produtos que eles juntassem ao monte não me convenciam.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Patty obrigada minha querida. Dá beijinhos ao pessoal e à Olga. Penso nela porque ela chega mais depressa do que pensamos e queria poder goza-la sem ter que andar a trabalhar de fraldas(ahahah) e em cadeira de rodas mas, não terei essa sorte. Há tanto para conhecer por esse mundo fora, tanto para ler mas, sem reforma, terei que continuar nesta rotina.
Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Querida amiga:
Só agora vi que o meu comentário desapareceu :( ainda estou para perceber o que aconteceu com os blogues .
Bem, agora sou eu que estou confusa :)
Quanto ao assunto do teu post, acho que os políticos no geral e no caso do Sócrates em particular, eles não sofrem de confusão mental, sofrem é de incompetência mental.
Sinceramente já não ouço nada do que dizem e como já referi, se ele voltar a ganhar, desisto de falar, comentar ou ouvir o que quer que seja sobre política. Estou cansada!

beijinhos
Brown Eyes disse…
Fê quem não anda cansada? Também ando mas, não consigo deixar passar tanta mentira, incompetência e irresponsabilidade. Não consigo habituar-me a viver num País onde a loucura impera.
Se ele ganhar, pois se ele ganhar, que será de nós? As represálias serão grandes.
Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Afinal é por Isto ou por Aquilo?

O aquecimento global deve-se a quê? Ando completamente baralhada mas...Quero continuar assim.
“O  aumento da temperatura do planeta é ocasionado pela acumulação na atmosfera de gases como o Dióxido de Carbono,   Metano,   óxido de azoto e os CFCs, provenientes do uso de combustíveis fósseis e processos industriais. Este aumento da temperatura é conhecido como Efeito Estufa, sendo que o Dióxido de carbono é o principal gás da atmosfera que tem a capacidade de absorver a radiação infravermelha do sol. Com o advento da industrialização ocorreu uma elevação nos níveis de Dióxido de Carbono na atmosfera, que está se intensificando a cada dia que passa, provocando um aumento na temperatura terrestre com consequentes alterações climáticas globais….” in EFEITO ESTUFA - UNESP ou
“A astrofísica Jillian Scudder, da Universidade de Sussex, prevê que a Terra tem ‘apenas’ mais cinco mil milhões de anos de vida, antes de ser engolida pelo sol. A vida do próprio sol chegará ao fim, mas entretanto est…