Avançar para o conteúdo principal

Pensando em ti

Estou pensando em ti, mais uma vez. Tu és o meu abrigo, aquele que ouve os meus gritos em silêncio, que limpa as minhas lágrimas, que acolhe as minhas gargalhadas, que alberga as minhas revoltas. Aquele que me acompanha sem dizer palavra, aquele que me envolve ternamente, aquele que me compreende, aquele que me ajuda a chegar ao destino.
Há tantos anos que caminhamos juntos, que percorremos quilómetros e quilómetros, que nos conduzimos seguramente, que nos divertimos, que vivemos lado a lado. Tantos anos! Conheces a minha história e conseguirias traçar as linhas da minha vida, conseguirias, convictamente, delinear os meus desejos e riscar os meus temores.
Chegou a hora de te homenagear, de te agradecer a segurança que me tens dado, a infalibilidade que colocas nas nossas viagens, a convicção que me transmites na hora de partir, a garantia que me expedes nas nossas jornadas.
Sei que estás lá, a meu lado, que não me falhas, que não me atraiçoas, que não me deixarás perdida no nada. Tu, o meu menino, vestido de negro, com aquele olhar carinhoso, afectuoso, meigo, amável e presente. O meu menino velhinho, que todos admiram. Admiram a tua fortaleza, o teu vigor, a tua perseverança, a tua fortaleza, depois de tantos anos de vida. Admiram, ainda, o meu amor por ti. Dizem que outra já te teria trocado, trocado por outro. Outro mais vistoso, com uma aparência mais moderna, mais inovadora, mais revolucionário, mais radical, mais confortável, alemão. Mas, eu quero-te a ti, Italiano, uno, simples, humilde mas, companheiro e amigo.
Estás velhinho e começa a preocupar-me o facto de te perder, a vida é assim, tudo tem limite. A vida não é eterna, nem para ti nem para mim. Ainda posso eu partir primeiro, é verdade mas, se fores tu vai com a certeza que nunca te esquecerei, que me marcaste, que fizeste parte da minha vida.
Vamos embora, para mais uma viagem. Voltaremos, tu e eu, lado a lado, como dois amigos inseparáveis que somos.
Tema aproveitado para a Fábrica, mês de Dezembro, tema:
Objectos, pessoas, sítios e acontecimentos
Brown Eyes

Comentários

Poetic GIRL disse…
Oh como compreendo o que sentes, afinal é uma vida em conjunto! beijoca
Johnny disse…
Ainda há gente a conduzir esses carros?

(Ó Mary, desculpa lá, mas que m... de carro tens ahahahah)

Mas não te preocupes com a venda (a não ser que vá para abate) porque se o venderes esse carro irá para alguém que o considerará como novo!
Fê-blue bird disse…
Minha querida amiga:

Estava mesmo a fechar o computador, pois aos fins de semana raramente tenho tempo para andar por aqui ;-)
quando me lembrei de passar por aqui.
Em boa hora o fiz, pois estou simplesmente maravilhada com este seu texto, um verdadeiro hino ao amor.
Felizmente tenho também a sorte de partilhar um amor assim, cúmplice, verdadeiro, incondicional.
É isto que realmente vale a pena, são estes momentos, esta entrega, que faz com que tudo valha a pena.
Desculpe estou a escrever um pouco à pressa, mas acho que já disse o essencial.
Parabéns aos dois.
Desejo-vos uma boa viagem e um excelente fim de semana.

Beijinhhos
disse…
Que ternurenta forma de homenagear alguém que é muito querido, seja humano ou animal, tanto faz. É magnífico este amor. É fabulosa esta cumplicidade.
Adorei esta descrição. Só não quero que fales de morte. Para falar dela basta quando aconteça. Cada dia é dia para dar hinos à vida.
Beijinhos
Caldeira
Pedrasnuas disse…
É CURIOSO O TEU TEXTO...FAZ-ME LEMBRAR OS ANÚNCIOS PUBLICITÁRIOS QUE TRANSMITEM NA TV...HUMANIZA-SE O CARRINHO,DÁ-SE SENTIMENTOS, VOZ...SENSAÇÕES,EMOÇÕES...A PERSONIFICAÇÃO DO CARRINHO...NÃO TE ESQUEÇAS QUE ISSO É LATA...:)))AMAR ALGUÉM É MUITO MELHOR...PORQUE O CARRO NÃO TE RESPONDE.NÃO TROCA CARÍCIAS,NEM CARINHOS,NEM TE OLHA NOS OLHOS...ETC...ADMITO UMA CERTA AFINIDADE,UM SENTIMENTO DE ZELO, TRATA-SE DE UM OBJECTO DE ESTIMAÇÃO...:)))

BEIJINHOS PARA TI
anouc disse…
AH AH AH!
Enganaste-me bem! Malvada.

E na ligues ao Jóni. O gajo tem a mania... -.-'
Sorri e acabei a rir com este texto!
Às primeiras linhas pensei, queres ver que ela não vai conseguir dar a curva! Falta-lhe o relevé! Mas não, a vigem, quero dizer, a leitura, prossegui, sempre pela mão certa de quem bem conduz!
O meu não é italiano, tem os olhos em bico, mas também lhe cantaria este hino.
:)
Adorei, mais do que o texto,a imaginação.
Abraço
Mariana marciana disse…
Pois eu também sou assim, tenho o meu velho de sempre, nem me lembro de ter tido outro antes. Adoro-o mesmo quando a meio do caminho começo a ouvir barulhos estranhos, ainda não me deixou ficar (muito) mal vista :D
Beijinho
pinguim disse…
Podem-se criar laços de cumplicidade com um automóvel, sem dúvida.
Eu não consigo, pois maltrato-os muito, canso-os e a uma certa altura ficam precocemente envelhecidos e fico com vontade de ter um novo, o que nem sempre me posso permitir...
B disse…
Será uma pessoa? Será um animal? Um carro, talvez? ...Seja o que for, todos precisamos de ter um amor assim. Se for uma pessoa, tens sorte! Se for um animal, és abençoada. Se for um carro, eu também falo e faço festinhas ao meu. Não estás só! =)
Fernanda disse…
Querida amiga!

Quem ama ... ama e pronto!
Trocar de amor? Isso consegue-se???
Italiano por Alemão?
Para começar, mesmo que fosse só por essa razão, o Italiano é muitíssimo mais belo, sem comparação.
O Alemão é duro, tem muitas declinações, tem mesmo palavrões absurdos de longos, eles colam tudo :))
e depois dizem "more sweet e more dry" quando tentam falar Inglês :)))

Por mim, estás lindamente com o teu Italiano, e quando algum de vós tiver que partir, o outro ficará sempre no coração à espera do dia em que se voltarão a encontrar, seja de que forma for.
Esta é a minha convicção.

Beijos
Carmo disse…
Podem-se criar laços afectivos com aqueles que estão sempre disponíveis para nós.
Beijinhos

Excelente semana
Manuela Freitas disse…
Bonita declaração de amor!!
Dizem que os italianos têm mais charme e os alemães mais potência...se são velhinhos, mas se estão bem para as curvas e nos levam sem problemas aos sítios que desejamos, que podemos mais querer!
O meu também é assim, velhinho, mas amigo de estimação!
Beijos,
manuela
meldevespas disse…
E os italianos são o máximo. O meu veio do leste a chamado de uma empresa francesa, coitado é tratado sempre como um desigual, sem excessos, sem vaidades é verdade, mas apesar de estarmos juntos há pouco mais de dois anos, não o trocava mesmo, é um tipo de confiança.
Felicidades pra vocês ;D
Beijo
Fê-blue bird disse…
Minha amiga:
E não é que eu ao reler o teu texto, vi a gafe que cometi, perco-me quando leio histórias de amor ;-)

Beijinhos
Juana disse…
Prefiro os alemães. tecnologia, trabalho e seriedade é com eles.Espero que o fds tenha sido bom. bj
Brown Eyes disse…
Meus queridos já chegamos mas,vou pôr o sono em dia. Dormir 3 horas de domingo para segunda deixa-me K.O.
Obrigado a todos. Voltarei para vos responder, um a um.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Bela sei que compreendes. Já escreveste sobre ele. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Ainda johnny, eu.:) Essa m...como dizes em 16 anos além do óleo, velas e filtros, levou uma correia de ventoinha, e um elevador para a porta direita da frente. É a gasolina e já tem 239 347 km. Não achas que devo ter um amor especial por ele? Não dizem que mudam de carro porque começam a dar problemas? Pois é, este não dá, portanto merece todo o carinho e miminho que lhe dou e de m...não tem nada. Tem motor Fire, dura uma eternidade, desde que seja bem tratado é claro. Vender, mandar abater? ahahahah johnny ele já faz parte da familia. Conduzo um Citroen, um Mercedes, uma Ford(auto-caravana)e uma Pick Up e nenhum me merece o carinho do Uno. Saio com ele sem medo, seja a que horas for, ele é mais certinho que os outros carros, apesar de muito mais velho. Pode estar parado muitos dias, no inverno, mas, se precisar dele nem ponho em dúvida que ele vai pegar. Entendes a qualidade deste carrito? É o máximo. Aconselho-te a comprar um. Beijinho
Brown Eyes disse…
Fê, minha querida, assim podia estar a falar também do meu companheiro, claro que sim mas, como ligo muito a ditados (coisa gabada coisa estragada, não o faço):). Tinha realmente muito que o elogiar, ele tem sido para mim alguém único, deu-me tudo, tudo o que nunca tive, nem dos meus pais mas, ficará para outra altura. Talvez o faça numa história, como um personagem dela, não sei, pensarei nisso.
Mas, hoje estou a falar do meu bolinhas que já me acompanha há 16 anos. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Zé podia ser humano ou animal, podia mas, é do carrito. Zé não lido muito bem com a morte, dos outros mas, com a minha não tenho problemas desde que não sofra. O sofrimento, esse sim, deixa-me a tremer só de o imaginar. Infelizmente todos iremos e eu, que faço tantos quilómetros semanalmente estou mais sujeita a ela. Vê-se tanta asneira na estrada Zé, ultrapassagens tão mal feitas, velocidades loucas que sabemos que um dia esses malucos podem vir para cima de nós e não termos hipóteses de fuga. Eu tento estar não só atenta ao que eu vou a fazer como ao que os outros fazem mas, às vezes não há tempo.
Beijinhos Zé e obrigada.
Johnny disse…
pfff

Os que enumeraste ainda são piores, por isso esse te parece bom :)

Mas se é mesmo como dizes, parece um bom carro, parece... acho incrível tão poucas operações num carro a gasolina, ainda por cima conduzido por uma mulher (HIHIHI), mas se é mesmo verdade, é mesmo um bom carro.
Brown Eyes disse…
Pedras podia mesmo ser um anuncio publicitário com uma diferença: aqui não há mentiras, nem verdades dissimuladas, tudo o que aqui está escrito é verdade e se leres o meu comentário para o johnny ainda ficarás a saber mais sobre o motivo que me leva a gostar do carro. Sabes algo que durante 16 anos nunca falhou? Nunca me deixou à deriva? O meu carrito. É lata mas uma lata especial, não só por ser minha, mas porque me acompanha há tantos anos sem nunca me desiludir, sem nunca falhar. Admiro aquele carrito principalmente quando passo por carros novos em cima de reboques, passo por muitos. Aliás ele faz, há anos, uma estrada muito difícil, a subida da A24 em Castro D'Aire, é dura, ficam aí muitos, quem conhece sabe do que falo mas, ele coitadinho tem-na subido fielmente, devagarinho pois é um 1000 mas sobe-a. O carro responde-me, claro que sim. Se eu o trato bem ele retribui, não? Há afinidade entre nós e um objecto senão não o teríamos. Este tem muitas comigo, se não tivesse já não o teria, aliás nunca o compraria. A cor e a sua simplicidade, não dá nas vistas, passa despercebido, tal e qual como a dona gostaria de passar: despercebida. Se assim não fosse teria aqui o meu nome e a minha imagem mas, não estão e nunca estarão. São maneiras de ver a vida e para mim a vida deve ser vivida por mim e para mim. Não vejo muito bem quem se exibe. Por tudo isto tenho este carrito. Claro que é melhor amar alguém, eu amo mas, não te esqueças que nem todos têm a sorte de amar quem merece, não é? Por isso, amar alguém, nem sempre é melhor, depende do alguém.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
anouc enganei? A intenção não era essa. A intenção era, mais uma vez, lembrar o que eu defendo: a aparência nada vale, nada. Este carro que ninguém dá nada por ele, que como diz o johnny já ninguém tem, acompanha-me há anos e nada tem exigido em troca, apenas as banalidades normais: óleo, velas, filtros, etc. Ninguém acredita que ele, com tantos quilómetros, sendo a gasolina, continue fino mas, continua. Melhor que a dona, que já vai tendo umas mazelas. :)
Beijinhos Garota Linda.
Brown Eyes disse…
Carlos eu também ri com o teu comentário. Os carros, se nos acompanham tantas horas na nossa vida têm um lugar especial nela. Bem, na nossa têm, parece que não o têm na de todos. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Mariana este foi o meu primeiro carro, não o primeiro que conduzi mas, o primeiro que foi meu. Se lhes dermos tempo eles acabam por nos cativar, não é? Há tanto nosso dentro deles. Um beijinho grande
Brown Eyes disse…
pinguim eu trato-o com miminho e ele, claro, retribui. Beijinho grande para ti.
Brown Eyes disse…
B é um carro, como já deves ter percebido. Sabe bem falar para eles, não sabe? Que bom que há mais gente a tê-los como companheiros. Beijinho grande.
Brown Eyes disse…
Fernanda ahahahah. Há quem consiga mas, eu continuo a adorar o meu Italianinho que tão fiel me tem sido. Gostar de um alemão engloba mais do que, à partida, podemos imaginar.:)
Beijinhos grande.
Brown Eyes disse…
Carmo ele está, sempre ao meu dispor, como não hei-de gostar dele?
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Manuela eu prefiro o charme, claro que sim. Quem resiste ao charme? De que serve a potência se não há charme? :) Adoro o meu velhinho. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Mel nada com um tipo de confiança, não é? :) Entramos nele com a certeza que ele não nos vai falhar é um alivio! Beijinho Grande
Brown Eyes disse…
Fê não foi assim tão grande porque como te disse antes podia estar a falar de um homem, tinha muito que contar e que elogiar mas, esta vez foi o carro o protagonista. Beijinhos Linda
Brown Eyes disse…
johnny estava à espera dessa, da mulher. Esta mulher sempre sonhou em conduzir e antes de conduzir já tinha umas luzes. Quando ia de carro não tirava os olhos de quem ia a conduzir, queria à força aprender. Não quero aqui gabar-me mas sei umas coisitas e como adoro conduzir...Estes carros só têm um problema, o sistema eléctrico, as luzes fundem muito e os piscas tanto não prendem como passado um bocado já se compuseram, sozinhos, e já prendem. Enfim, um amor que vale tudo que lhe possamos dar. Que é um óleo ou umas velas para o que ele me dá?
Beijinhos
Lala disse…
Opá! Que bonito, Mary!!! Belíssima declaração de amor e homenagem!
A mim também me enganaste... e só percebi bem a coisa quando li o primeiro comentário do jóni!
Está realmente muito bom
Beijinho grande, grande!
Brown Eyes disse…
Juana o fim de semana foi óptimo mas muito curto, como sempre. Quando estamos bem o tempo diminui, é o que me acontece ao fim de semana. Depois ando quase dois dias para começar a habituar-mne à vida que tenho durante a semana. Beijinho grande.
Brown Eyes disse…
Lala o johnny tem um feeling. Não é que adivinhou logo do que se tratava! Esperto o rapaz. Beijinho grande para ti.
Minha boa amiga, ainda bem que apesar de tudo "tem trabalho".Eu
há cerca de 12 anos dispensaram-me
e foi para sempre.Trabalho muito
gratuitamente, enquanto a saúde
o for permitindo.
Desejo fundamentalmente que a
amiga se sinta bem.
Sim, é bom, quando alguém concretiza um desejo.
Beijinho/Irene
Brown Eyes disse…
Irene o trabalho em Portugal é, há uns anos para cá um tema complicado e parece que não será tão cedo que irá melhorar. Todos os seres humanos têm direitos, estão na constituição mas, parece que só estão lá. Isso é um tema que tem muito que se lhe diga, um óptimo tema para debater. Irene espero que tudo melhore para ti. Beijinhos
Fernanda disse…
Brown Eyes!

Que se tratasse se um carro nunca imaginei :)))
Sabia que não era de uma pessoa, mas como estive / estou sempre ligada a línguas fui traída :))))

O meu é Japonês - Yaris Versus Sol e amo-o.
Mas sabes? O meu primeiro amor, paixão mesmo, foi um Inglês, um Mini-Metro preto.
Chorei quando o perdi!!!

Agora, já que estamos numa de amores, a paixão da minha vida veio da Suécia e para lá voltou, era eu pouco mais do que uma menina.
Nunca a esqueci nem esquecerei jamais.

Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fernanda ainda não foi hoje que consegui ir ao teu blog. Isto aqui anda péssimo de tempo. No fim de semana não tenho hipótese e durante a semana tenho que ir pondo em dia o que se acumulou. Só o trabalho de casa já ocupa muito tempo. Vida de mulher, sabes como é, que eu adoro. Voltando ao carro
Ná agora perdi-me eu :). A paixão que veio e foi para a Suécia era homem, não? :)
Beijinhos
Ana Martins disse…
Boa noite Brown Eyes,
é de facto um grande amor esse que tem pelo seu bolinhas, até conseguiu confundir alguns dos seus leitores.

Gostei muito do texto, grande capacidade de escrever, parabéns!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas
Brown Eyes disse…
Ana ele merece. Obrigada pelo comentário. Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Beijinhos e boa viagem!
Cá espero por ti ;-)
Fernanda disse…
Amiga Brown Eyes!

Crystal clear :)))))

Adiciono que era de Upsala-Suécia!

Bom fim de semana.

Beijinhos
Lala disse…
É sempre bom sermos reconhecidos e homenageados por aqueles que nos estimam muito, não é?
Eu reconheço-te. Eu agradeço-te. Eu homenageio-te. A panela lá do outro lado esteve a preparar uma sopinha. Tenho lá uma colher reservada para ti, querida Mary;)

Beijinhos**
ººº
Ok... vou fechar os olhos e reflectir.

Tem um excelente Domingo
disse…
Brown Eyes,
Volto aqui para te dizer que depois de lido texto, novamente, fiquei com a ideia de que era um carro.
Mas gostei muito da tua reflexão sobre as coisas que nos são queridas.
Como eu te compreendo. Já calcorreei, vezez sem conta, as estradas que referes. De Castro de Aire, mas também de Lamego, de Vila Pouca de Aguiar (falei-te há uns tempos da melhor carne do Mundo - a maronesa), até de Cinfães, Penedono, S. Pedro do Sul e tantas outras por toda a Região Centro do País, nos idos anos de 1989. Nessa altura todos os concelhos do Distrito de Viseu pertenciam à Região Centro. Agora é que muitos dos que mencionei pertencem ao Norte.
Sei do que falas quando referes a imprudência na Estrada. Entendo o receio por que passas. Afinal és humana e, ainda por cima, consciente.
Beijinhos
Caldeira
Johnny disse…
Mary, acho que é um bocado sexista da tua parte dizeres que estavas "à espera dessa, da mulher" só pelo facto de eu ser um homem.
Brown Eyes disse…
Fê obrigada.
Beijinho Grande para ti
Brown Eyes disse…
Fernanda obrigada. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Lala é, principalmente quando esses miminhos vêm de alguém como tu. Beijinho Grande
Brown Eyes disse…
Jota ficou em silêncio enquanto o fazes. :)
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Zé já me tinhas falado em Vila Pouca de Aguiar, na maronesa (QUE CARNE DECIOSA!)Nessa altura as estradas eram piores mas havia menos carros e os condutores talvez fossem mais conscientes, não? Como já dei a entender faço Centro Norte todas as semanas e A25 e A24 e vice-versa, acreditas que há quem se pique por ser ultrapassado? Vão a dormir até serem ultrapassados. Não imaginas o que me rio nessas viagens. Depois há aqueles que só conhecem a via da esquerda, ultrapassam e continuam na 2ª. via, durante quilómetros e há os que só sentes quando te ultrapassam, não vão a circular, vão a voar. Incrível! Beijinhos Zé.
Brown Eyes disse…
johnny oa homens acham as mulheres são umas nabas a conduzir só que já não é bem assim. Para fazermos algo bem feito temos que gostar, aí interessamo-nos e sai perfeito e eu adoro conduzir e saber o básico sobre o carro. Não tive mecânica, infelizmente mas, quando levo o carro ao mecânico tento aprender alguma coisa. Sei mais do que alguns homens que sepultam o carro na oficina e não querem saber mais nada. Conheço homens que não sabem porque se põe anticongelante, quando se mudam os filtros de óleo, as velas e blá, blá. Eu tento saber uma bocadito para trazer o carro bem tratado. Há uns anos tive que pegar no carro do serviço, que andava só com homens. Tinha que ir a Coimbra em Serviço, detesto conduzir carros do estado mas, tinha que ser, imaginas como aquilo estava? Um Clio, muito mais novo que o meu, parecia um chaço velho. Não tinha sequer travões e fazia um barulho enorme na barra de direcção que até assustava. Não sei como alguém podia andar com um carro assim sem o levar à oficina, sem sequer se queixar. Era um perigo. Claro está que a seguir foi para a oficina. Os homens são pouco sensíveis para determinados aspectos que são importantes para a segurança na estrada. Um carro deve fazer todas as revisões e logo que tenha um barulho deve ir à oficina, deixar andar esse barulho é perigoso para a segurança e para a carteira porque o problema agrava-se com o tempo. Gosto de carros, gosto de conduzir e por isso vou aprendendo umas coisitas que facilitam a minha vida e a vida do carro. Confesso que não sei fazer um fusível com prata mas sei que se faz. :)
Beijinhos
Amiga é mesmo formação contínua e
por vezes, de um momento para o outro não serve para nada.Estamos
a viver um momento "muito esquisito" e parece que algumas pessoas andam alheias disso.
Hoje um avião da Nato sobrevoou na
zona onde moro a baixa altitude.
Aquilo é enorme...e eu pensei, por
causa de uma reunião tudo é permitido...Afinal quem faz a segurança? Pois é, amiga.
Soberania? Hum...
Beijinhos/Irene
Johnny disse…
Mary, mas foste sexista. Tens de admitir. Não adianta vires com conversa de anti-congelantes que não tens desculpa.
Patty disse…
Que bela homenagem ao seu carrinho. :)
A mana está boa, só anda com muito trabalho.
bjocas
Brown Eyes disse…
Irene andam alheias porque estão à espera que as soluções caiam do céu, umas, as outras alheiam-se porque os problemas passam-lhe ao lado, ganham demais, que lhes interessa que lhes roubem uns euritos se lhes dão milhares? Irene hoje vi o valor de quanto vou pagar apartir de Abril, se não for mais cedo, nas scuts A24 e A25, acreditas que pagarei o mesmo que pago agora de combustível? Fiquei logo de cabeça virada. Impossível como nos roubem tanto e ninguém faça nada. O pagamento das scuts vai repercutir-se não só nos que a utilizam como também nos consumidores. Nenhuma empresa consegue arcar com aquelas despesas. Pagar tanto como se paga de combustível? É um roubo. Enfim, adiante. Irene convence-te que todas as medidas que eles tomam têm como base os interesses deles e eles estão a borrifar-se para nós, para a nossa segurança ou até para a nossa saúde. Tudo serve de desculpa para conseguirem os objecyivos deles, que é roubar, encherem os bolsos, viverem à grande. O povo não tem dinheiro para p~~ao? Querem lá saber, desde que eles tenham para caviar. Uma vergonha este país, esta Europa, este mundo.
Beijinhos Linda.
Brown Eyes disse…
Johnny sexista? Eu? Ora bem, analisando, em primeiro lugar a palavra sexista: Que ou quem é partidário do sexismo. Sexismo é: Termo empregado pelos movimentos de emancipação feministas para designar a atitude dominadora dos homens para com as mulheres ou, ainda,
discriminação baseada em critérios sexuais.
Esclarecido este pormenor quem é sexista? Tu. Foste tu que disseste:
acho incrível tão poucas operações num carro a gasolina, ainda por cima conduzido por uma mulher (HIHIHI)
Ainda por cima conduzido por uma mulher, nota bem, conduzido por uma mulher. Quem é sexista? Tu. Jamais ouvirias da minha boca algo assim, até porque eu sei que as mulheres são as que têm menos acidentes, o que indica que são mais cautelosas. Erram na condução, erros como travarem demais, levarem o pé constantemente em cima da embraiagem e por aí adiante? Erram porque ninguém lhes ensinou o quanto isso prejudica o carro. Como conduzem ainda há poucos anos, há 30 anos a percentagem de mulheres com carta era quase nula, têm medo e esse medo leva-as a cometer erros graves para o automóvel. Mas eu conheço homens que também os comentem: levarem a mão em cima da alavanca das mudanças. Sabias que isso estraga a caixa de velocidades? Há uma ideia dos homens que as mulheres são umas nabas e dão cabo dos carros. Não é verdade, como há homens péssimos a conduzir, há mulheres que são una àses na condução. Como te disse amar algo é meio caminho para se fazer bem. Depois, como já te disse um dia não sou feminista, acho até que as feministas acabaram por prejudicar a vida das mulheres e a vida familiar. As mulheres perderam e muito. Um dia analisarei a vida delas antes e depois. Beijinhos.
Brown Eyes disse…
Patty obrigada. Dá um beijinho à mana.
O Blogger é um chato...umas vezes
(muitas)não me deixa enviar o comentário.Já escrito e fica tudo
sem efeito. Fico aborrecida mas
ele é que manda.
Pois é amiga, o que insere é sempre
de grande qualidade, mas demonstra
fundamentalmente que é uma pessoa
muito vertical.
Obrigada pelas suas visitas aos
meus blogues, pelas suas palavras
sempre simpáticas.
A certeza da m/amizade.
Um beijinho/Irene
Brown Eyes disse…
Este blog? Capaz disso é ele. Acho que os blogs ainda lhes falta um bocadinho para serem perfeitos, não é? De vez em quando dão uns problemitas. Espero que este se porte bem porque aqui a dona é nova nestas andanças.
Irene sou, como dizes vertical, para mim ou é ou não é e o meio termo não existe. Se sou contra determinada atitude sou contra mesmo sendo eu a fazê-la. Há uma coisa que não quero, ser injusta e isso leva-me, em determinadas alturas a reflectir bastante mas, depois tomo uma decisão e não há volta.
Irene se é este malandro que se anda a portar mal diz, ok? Só posso zangar-me com ele, não sei fazer mais, mas prometo zangar-me. :)
Beijinho Grande para ti
Johnny disse…
Mary, Mary....

Vê-se logo pela extensão da tua resposta que és sexista, ou seja, "discriminação baseada em critérios sexuais".

Qual é a diferença entre o que eu disse e o que tu disseste, sobre o "já estava à espera"? Não indicia na mesma um preconceito? Há diferença? Claro, eu ri o que indica que estava a brincar.

Só para que fique claro, eu tenho a convicção de que as mulheres, de forma geral, conduzem pior do que os homens, mas a parte de brincadeira refere-se a ti, alguém que não conheço e que pode conduzir bem.

Para que fique ainda mais claro, quando falo de conduzir bem, refiro-me às manobras de condução e ao manuseamento do carro no seu todo.... citando alguns dos exemplos que deste, como a embraiagem, etc. tudo de forma geral.

Quanto às explicações que deste, concordo com uma, a do facto de se gostar de algo para se saber fazer melhor e discordo de outra que é a das mulheres conduzirem há pouco tempo em termos de percentagem de condutores, porque isso remeteria a condução para algo o reino da genética, do qual não faz parte.

Por fim, tu pegas em tudo para discutir, rapariga... a parte do sexista era uma referência clara à minha piada... do tipo acusar-te de algo que eu tinha feito, de forma mais grave :) e não precisavas de responder... na defensiva. Eu não vinha para o teu blogue insultar-te. É sempre na brinca, ok?
Amiga compreendo muito bem o comentário que deixou no meu blogue.
Se soubesse a história da m/vida,
que obviamente é "muito pessoal"
compreenderia que a m/opinião sobre
as m. é muito idêntica à sua.
Mas eu já sofri demais...e é um
passado que quero "esquecer" embora
obviamente haja sempre algo que
lembra...
Eu apenas quis provocar a discussão
a quem quisesse se interessar pelo
livro ou pela visita aos blogues.
E também, por doença óssea estou
proibida de estar muito tempo frente ao PC, mas às vezes abuso.
Beijinhos amiga.
Brown Eyes disse…
Meu querido johnny reparaste que não dei muita importância ao "sexista"? Mas tu insististe, insististe e insististe, lá foi resposta.
Não considerei um insulto o que disseste rapaz, nem pensar e sei o que tu gostas de brincar e ainda que estavas a brincar.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Irene infelizmente já sofri e sofro muito a inveja delas. Engraçado que eu nunca tive inveja de ninguém e estou muito bem com a minha imagem e a minha personalidade. Como disse no post anterior nós devemos ter em mente que não há comparação entre ninguém. Compararmos pessoas é estar a criar problemas. Eu não me comparo a ninguém, sou eu e mais nada. Se há coisa que temo é a inveja. Sou uma mulher que gosta de passar despercebida, como já te disse, acreditas que não consigo? Passam a vida a falar em mim? Pois é. Quanto mais os e as ignoramos parece que mais nos perseguem mas eu continuo com a minha postura e ignorando essa gente.
Eu percebi a tua intensão, que aliás é óptima. Eu não consigo é ter tempo. Como reparaste há duas semanas, contando esta, que não publico nenhum post. Gosto de responder a todas as pessoas que intervem comentando, isso leva tempo e adoro visitar quem sigo. Se sigo é porque acho que têm interesse para mim e estar a aumentar o leque implica deixar muitos para trás. Cada um tem o seu lugar, o seu interesse e não queria de maneira nenhuma estar a abandonar ninguém. Só por isso não fui visitar o tal blog mas, não duvido que fosse um dos que me interessava. É uma óptima ideia a que tiveste, são ideias dessas que nos levam a conhecer pessoas fabulosas. Beijinhos
Vera, a Loira disse…
Pelo menos isto dos Imbecis no blog da Petra fez-me conhecer outros blog's.

Adorei o post.
Brown Eyes disse…
Vera podemos sempre aproveitar algo das coisas más mas, isso só se consegue se formos nós próprios. Para aqueles que imitam, copiam, só conseguem encontrar o que já foi encontrado e por isso denigrem, dizem mal e armam-se em superiores. Beijinho para ti
MZ disse…
Ohhhhhhh então os nosso carrinhos fazem sempre parte de nós, é como se fossem uma extensão da nossa casa. O meu já não é novo e espero que ainda se aguente por uns anitos.
É curioso o facto de criar-mos relações com objectos materiais de uma forma carinhosa.

beijinhos
Brown Eyes disse…
MZ espero que os nossos carritos durem muitos anos.

Beijinhos
Johnny disse…
Mas foste... um bocado sexista :)
Brown Eyes disse…
Johnny
ahahahah sempre atento. Nada te escapa. Beijinhos
luisa disse…
Acho que a esse uno só lhe falta falar não? :)
Brown Eyes disse…
Luisa ele falar fala, eu pelo menos entendo-o. Quando lhe falta alguma coisa ele começa a queixar-se e como há uma grande cumplicidade entre nós, como já o conheço tão bem como ele a mim, resolvo a questão. Grande amigão ali tenho, espero que vivamos muitos anos juntos. Não entenderia outro tão bem, nem outro me entenderia como ele. É um amor longo.
Beijinhos e obrigada pela visita.
MZ disse…
Hoje o meu comentário vai para ti velhote.Espero que trates bem a tua dona e não a deixes ficar mal, ouviste?
Masssssssss se ela não te der as peças e o alimento necessário, tu avisa que nós tratamos-lhe da saúde.

Desculpa Brown Eyes, mas eu tinha de ter esta conversa com ele... não fiques ciumenta :)

beijinhos
Brown Eyes disse…
MZ Ciumenta eu? Não. Adorei ouvir a tua conversa com ele. Eu dou-lhe tudo mas, se por acaso não der, se me distrair, ele que se queixe. Estou pronta para levar, depois, um raspanete. :)
Beijinhos
Natália Augusto disse…
Que bela história de Amor na primeira pessoa. Quem Ama é Grande! O Amor é tudo.
Eduardina disse…
Muito interessante o seu texto,sobretudo por ,manter até ao fim, o anonimato sobre o objecto do seu amor, embora vão sendo semeados indícios,sobre a identidade desse amor, a certeza só virá mais tarde. Como eu a compreendo! o meu primeiro carro foi, há muitos anos, um citroen Dyane,meu grande companheiro, promotor da independência da minha juventude,pago em prestações até ao último cêntimo,desde que ganhei o primeiro ordenado...Foi o único automóvel até agora cuja matrícula decorei, que tratava carinhosamente por "Guguinhas",ao qual implorava, nas manhãs frias passadas ao relento, quando se recusava a trabalhar, que me não deixasse ficar mal, que eu gostava muito dele... E ele escutava-me,pois, depois de umas festinhas no volante, acabava por arrancar, e conduzir-me onde eu lhe pedia...
Obrigada por o seu texto me trazer de volta esses tempos.
Beijinho.
Brown Eyes disse…
Eduardina tudo que temos deve ser amado, pois tudo nos proporciona uma vida mais fácil.
Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Afinal é por Isto ou por Aquilo?

O aquecimento global deve-se a quê? Ando completamente baralhada mas...Quero continuar assim.
“O  aumento da temperatura do planeta é ocasionado pela acumulação na atmosfera de gases como o Dióxido de Carbono,   Metano,   óxido de azoto e os CFCs, provenientes do uso de combustíveis fósseis e processos industriais. Este aumento da temperatura é conhecido como Efeito Estufa, sendo que o Dióxido de carbono é o principal gás da atmosfera que tem a capacidade de absorver a radiação infravermelha do sol. Com o advento da industrialização ocorreu uma elevação nos níveis de Dióxido de Carbono na atmosfera, que está se intensificando a cada dia que passa, provocando um aumento na temperatura terrestre com consequentes alterações climáticas globais….” in EFEITO ESTUFA - UNESP ou
“A astrofísica Jillian Scudder, da Universidade de Sussex, prevê que a Terra tem ‘apenas’ mais cinco mil milhões de anos de vida, antes de ser engolida pelo sol. A vida do próprio sol chegará ao fim, mas entretanto est…