Avançar para o conteúdo principal

A igualdade da diferença

O maior erro do ser humano é comparar-se com outro, não há comparação possível, somos diferentes, não temos os mesmo traços fisionómicos, a mesma personalidade ou até os mesmos sonhos.  Surgem, daí todas as guerrinhas que se possam imaginar, sejam elas com armas ou palavras. 
A que leva esta comparação? À competição que, por sua vez, leva à desigualdade. A mesma coisa não pode, nunca, pertencer a duas ou mais pessoas, pertencerá apenas a uma. Ninguém nutre o mesmo sentimento por duas pessoas.  
Começam, assim, a sentir o peso da concorrência e iniciam uma luta sem tréguas. Não há, por mais que queiram, pessoas superiores ou inferiores, há pessoas diferentes, pessoas que procuraram, durante a sua existência, cumprir o seu papel, à sua medida, não à nossa. Papel esse que foi sendo delineado ao longo da vida, para o qual interferiu a sua vivência, o meio ambiente que a rodeou ou até a sua família. Lembrem-se que a competição irá, sempre, fazer uma selecção, uma selecção injusta. Injusta porque, se o ser humano é diferente  será escolhido um como melhor que, na verdade, não o é.  É diferente. Vencerá um quando, eles, deviam andar lado a lado, lutar pelos mesmos objectivos, que tem que ser, apenas, o seu bem-estar.
Como pode haver bem-estar, felicidade, se não houver paz, se há guerra? Se começamos a considerar o nosso vizinho um inimigo ou inferior? Como? Não há e, não a havendo,  não há nem segurança, nem confiança, nem alegria, muito menos felicidade. Para que servirá, então, a nossa vida? Para nada. Uma vida que anda em disputa constante, que considera o seu semelhante um rival, que nada consegue aprender com ele, que apenas consegue imaginar como o destruir, como desacreditar a sua imagem, como o vencer, não serve para nada.
Porque queremos destruir alguém? Porque o consideramos melhor, porque temos medo das suas qualidades, porque temos medo de perder, porque não acreditamos em nós, porque a nossa auto-estima é baixíssima, porque não sabemos que ninguém pode ocupar o nosso lugar, ele é nosso e de mais minguem. Isto é o que chamamos ciúmes e que nos levam a atitudes impróprias, indecentes e indignas, que nos levam a invejar alguém ou algo que alguém tem.
Não me imaginem em competição porque, para mim, o meu semelhante é, tal como o nome o indica, semelhante a mim, não estou interessada nem em destruir ninguém, nem em inferiorizar ninguém, muito menos em ser injusta. A nossa superioridade está na diferença e quem é diferente não destrói, constrói.
É nesta perspectiva que vos apresento, hoje, Maria José Dinis, uma mulher excepcional que tem dedicado a sua vida a construir, a criar paz à sua volta, a valorizar a diferença do ser humano. 

Este vídeo é longo mas,  esta mulher,  tem muito para dizer, muito para ensinar e fá-lo com humildade e simplicidade. Vale a pena gastar uns minutos.  
Brown Eyes
A Associação Sócio-Terapêutica de Almeida (ASTA) venceu o prémio Manuel António da Mota, entregue no dia 21 de Novembro, que pretende distinguir associações que se destaquem no combate à pobreza e à exclusão social
 

Comentários

Johnny disse…
Tinha de ser na beira interior.

É verdade que não há pessoas superiores a outras, pelo menos muitas... somos muito poucos, nós os superiores.

Quanto às guerras, eu acho que elas existem não por acharmos que alguém é inferior, mas sim por acharmos que alguém é superior... é a inveja que nos leva ao ódio e nunca a condescendência.
Mariana marciana disse…
O peso da "concorrência" é algo que impomos a nós próprios e que, ao invés de nos tornar mais e melhores, nos subtrai humanidade...
Reflexão muito bonita ;)
Brijinho
Brown Eyes disse…
Johnny reparaste na musica? Foi posta para ti é que desde que a tirei que tu tens andado fugido.:)
Beijinho
Brown Eyes disse…
Mariana tudo seria tão mais facil se fossemos humanos se andassemos lado a lado com o nosso semelhante, não era? Beijinhos e obrigada
Poetic GIRL disse…
O mundo ensinou as pessoas a entrarem em competições sem sentido. Como se não houvesse lugar para todos, como se ao invÊs da maldade não se devesse cultivar a amizade, o respeito. Comparo o mundo a uma selva, onde nem sempre o mais inteligente sobrevive, mas sim o mais forte, o mais ardiloso de tecer teias para os outros caírem... é triste mas é a realidade, bjs
Eyes

Venho dar-te os parabéns pela
homenagem que te fazem.

Tu mereces! sabes que mereces.

Obrigada por te conhecer já do tempo do sapo, onde ainda continuo,
mas tentei o google e não me arrependi.

Grata estou por te conhecer e ser tua amiga.

Maria Luísa
Brown Eyes disse…
Bela o mundo é tal e qual como dizes uma selva onde o mais ardiloso vence. Beijinhos linda, bom fim de semana.
Brown Eyes disse…
Maria Luisa obrigada por este miminho. Sabes que sempre que tiver tempinho passarei para te visitar, para ler o que carinhosamente nos deixas. Beijinhos e bom fim de semana.
Minha amiga que bom me ter dado a
possibilidade de conhecer esta
pessoa.Concordo totalmente com o
seu texto.E de ver o vídeo.
Vá ao oftamologista minha amiga.
A vista é um bem precioso demais.
Eu já marquei consulta e vou dia 8.
Às vezes qualquer pequeno problema
que surge, se não ligarmos,passadas
umas semanas pode ser tarde demais.
Beijinho e bom fim de semana.Irene
disse…
Brown Eyes,
Que bela exposição sobre a igualdade entre o semelhante. Que bela música. Que oportuna a apresentação da ASTA. Associação de inclusão em Almeida, terra vizinha do portugalprofundo.
Forma linda de apresentar o ser Humano, mais humano.
Conheço a instituição. Sei o que fazem e os resultados que obtêm com tão pouco. Esta mulher é fabulosa, pela utopia e por correr atrás da sua concretização.
Muito bom gosto. Parabéns por nos "bichanares ao ouvido" de que podemos, todos, ser um pouco melhores.
Beijinhos
Caldeira
disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Johnny disse…
Claro que reparei. E eu não tenho andado fugido. Parece-me que tem havido menos temas e textos para comentar e às vezes essas coisas dos desaparecimentos são mais ilusões do que realidades.

A kim Novak sempre a bombar (não sei quem é, nem nunca a vi, mas a canção fica muito bem neste blogue)
Fernanda disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
MZ disse…
É verdade Brown Eyes, cada um de nós avalia o outro sempre de forma diferente a ponto de sermos injustos na nossa avaliação. E, quando isso acontece, entram outros factores, a inveja, é uma delas. É uma fraqueza do ser humano...

Que pena não poder ver o vídeo, pois o espaço está em branco.

beijinhos
Fernanda disse…
Brown Eyes!

Encontrei o tema Brown Eyes por Kim NovaK, mas só em MP3.
Não conhecia e acho-o lindíssimo.

Beautiful brown eyes
Sing me a love song
And find me a place in your life.

O segundo tema é do meu muito adorado Robert Zimmerman - Bob Dylan e sei-o de cor, mas esta versão está fabulosa.
Não viveria sem música!

Gostava de saber onde conseguir estes dois temas.

beijo.
Irene Moreira disse…
Brown Eyes

Venho aqui através da amiga Ná da Na Casa do Rau onde a homenagem que te faz é merecidíssima.

Podemos ser perfeitos ou imperfeitos mas somos humanos.
Vi atentamente a conversa com Maria José Dinis assim como o belíssimo trabalho que faz nesta casa.

Adorei a imagem de abertura do post que solidifica tudo o que aqui foi explanado.

Beijos
caminhante disse…
competição. nos dias que correm, palavra suja. eu não sei competir, eu não quero competir. só no meu canto, a fazer o melhor que sei, que posso. e que me deixem em paz.

não há que ter inveja. todos nós somos aquilo que queremos, aquilo para o que lutámos para ser. a comparação, por isso, inútil.

se não se é feliz assim, não é por causa do outro mas por sua causa. e é isso que muitos nesta sociedade não percebe [ou não quer perceber]. é mais fácil a comparação, a inveja, a competição suja.

excelente texto, como é hábito...

bjinhos Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ
Juana disse…
Eu poderia fazer uma longa, longa dissertação sobre isso, de lidar com a diferença. A verdade é que não perdi de todo a fé sobre o ser humano, porque há sempre surpresas agradáveis. Conheço o trabalho da Asta, embora nunca lá tenha estado, na Casa ou em Almeida que é uma localidade muito interessante. Como em tudo na vida, é necessário apenas paixão para nos dedicarmos ao que realmente interessa à humanidade.
Infelizmente sabemos que temos que lidar com outras situações, desigualdades, injustiças, guerrinhas e competições e "imcompetições", "and so on"... obg pelo texto e pelo vídeo.Um beijo para ti Mary.
Pedrasnuas disse…
ASSISTI AO VÍDEO E FIQUEI ENCANTADA COM O SONHO E O TRABALHO DESTA MÃE POR AMOR A UM FILHO...UM AMOR QUE FOI LONGE, QUE FOI MAIS ALÉM, E TOMOU PROPORÇÕES GIGANTESCAS...UM SONHO COM DIMENSÕES INCOMENSURÁVEIS.
UMA SENHORA COM UMA GRANDE RIQUEZA INTERIOR.
ESTA MÃE CONSEGUIU TRANSFORMAR O QUE PARA OUTRAS É MOTIVO DE VERGONHA, DE RECOLHIMENTO E DESOLAÇÃO ,NUM ACTO DE GRANDE ALTRUÍSMO ...

VALEU MUITO A PENA!!!

O MAIOR ERRO DO SER HUMANO É EFECTIVAMENTE COMPARAR-SE COM OUTRO MAS ISSO É LOGO INCUTIDO NA ESCOLA,DESDE CEDO,NA PRÓPRIA FAMÍLIA QUANDO SE COMPARA IRMÃOS,QUANDO SE DIZ QUE UM É MELHOR QUE O OUTRO E SEM TER A NOÇÃO ESTAMOS A LIMITAR UM SER HUMANO,A ROTULÁ-LO, A TORNÁ-LO INCAPAZ...E A CRIAR INVEJAS E CIÚMES...

GOSTEI MUITO,MAS MUITO DESTE POST,POR TUDO O QUE ESTÁ ESCRITO,PELO VÍDEO E PELA FOTOGRAFIA QUE É UM HINO À DIFERENÇA,AO COMPANHEIRISMO,AO AFECTO,AO RESPEITO...

PARABÉNS POR TUDO ISTO

OBRIGADA

BEIJINHOS
Manuela Freitas disse…
Gostei bastante deste teu post e sobre o mesmo, já que tanta coisa foi dita, lembro o slogan «TODOS DIFERENTES, TODOS IGUAIS!»
Bj,
Manuela
Multiolhares disse…
Vim pela mão da Fernanda até ao teu cantinho, e ainda bem pois fiquei fascinada, somos todos iguais com as nossas diferenças, penso que tudo passa pela aceitação do que cada Ser é não somos nem melhor nem piores do que os outros apenas diferentes, assisti ao vídeo tanto podemos aprender e ensinar a pessoas "ditas diferentes" muitas vezes esses Seres nascem como a Maria Jose diz para nos mostrar um caminho que por vezes procuramos sem o encontrar.
beijinhos
Olá Brown Eyes, boa noite!
Chego a este cantinho adorável pela mão da Ná e, mais uma vez, só lamento não ter vindo há mais tempo e, também, com mais tempo, pois há por aqui muito para ver, ler e ouvir!
Voltarei muito em breve, pode crer, com o tal tempo acrescido para poder apreciar a contento todos os posts que, por certo como este, se devidamente apreciados, darão momentos muito valiosos.
Beijinhos
pinguim disse…
Obrigado, minha amiga!!!!
Fernanda disse…
Brown Eyes!

Começo pela ternurenta imagem escolhida para ilustrar este post.
Tão diferentes, tão "rivais" e tão iguais nas suas dependências, tal qual todos nós!!!

Li e ouvi, com muitíssimo interesse, tudo o que foi escrito e dito.
Louvável a acção de Maria José Dinis e todos os colaboradores destas casas.
Bem hajam.

Somos efectivamente, todos seres desiguais e imperfeitos... mas HUMANOS e, quase sempre, quanto mais diferentes mais HUMANOS!
Veja-se o carinho expresso em todos os seus contactos, tanto amor nos seus olhos e sorrisos.

Durante toda a entrevista e vendo as imagens de toda aquelas pessoas, senti mesmo que há paz! Há paz até na diferença.
Há paz na ingenuidade, na simplicidade, na ausência do conhecimento da maldade.

Obrigada pela partilha, por cada palavra aqui escrita, que mais uma vez revela um ser grande e belo.
Perfeita ainda a escolha do tema que ouvi só no fim, Brown Eyes.
Tem tudo a ver com alguém que conheço :)))

Beijos
Giardia disse…
Olá.

A Ná cuida das apresentações e nós nos fazemos presentes.


Lamento que como mãe, na ajuda ao próximo, a experiência, tenha sido seu estímulo.

Mas há quem, nem assim, se sinta interessado à cota de sofrimento alheio e não levante ao menos um copo em razão de algum diferencial na vida do outro.

Muito prazer, uma parasita a mais.
ººº
Certíssimo, cada caso é um caso.
AC disse…
Parabéns, o post é muito bom.
Mary, eu sou dos que acho que nem tudo o que nos rodeia é mau, e há que apontar os bons exemplos. E tu, felizmente, trouxeste para aqui um. Nem imaginas o quanto te fico grato. Obrigado!

Beijo :)
FlorAlpina disse…
Por sugestão da Fernanda da casa do Rau vim até aqui,(ainda que com algum atraso...)
Parabéns pela bonita homenagem, pois faz todo o sentido!

Bjs dos Alpes
Brown Eyes disse…
Irene conheço esta senhora pessoalmente, ela é excepcional. Terei que ir tratar ao oftalmologista, deixar a preguiça de lado. Beijinhos e obrigada
Brown Eyes disse…
Zé esta mulher merece tudo porque ela tem dado tudo que pode para alterar o mundo em que vivemos e dá-nos um excelente exemplo de solidariedade. Beijinhos
Brown Eyes disse…
johnny é uma louraça que está afastada do cinema e se dedica à criação de cavalos e ihamas. Ganhou o Globo de Ouro em 1955 e o Urso de Ouro em 1997.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
MZ experimenta clicar no nome Maria José Dinis, pus aí um link porque aconteceu-me, antes de publicar o post, não aparecer o vídeo. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Fernanda não sei onde os podes conseguir. Eu consegui-os no Mixpod. Beijinhos
http://www.mixpod.com/playlist/23099963
Brown Eyes disse…
Irene Moreira Maria José Dinis merece ser destacada porque não há muita gente, como ela, que lute pelos sonhos que tem e muito menos que dê a vida pelos outros. Somos tão egoístas, não é? É destes exemplos que nós precisamos de conhecer para perdermos, pouco e pouco, o amor por coisas superfulas. Obrigada pela visita. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Caminhante devemos é tentar emendar-nos e perder a pouco e pouco os defeitos que temos, ocupar o nosso espaço e deixar os outros livremente no deles mas, infelizmente as pessoas continuam a querer açambarcar tudo imaginando que o fim nunca chega, que este mundo é eterno. Como não é, não aproveitaram o tempo que cá estiveram em viver, perderam-no em guerras desnecessárias. Como dizes Suzana a comparação é inútil, ninguém é igual, nem os gémeos verdadeiros. Como se pode comparar algo deferente? Não pode. Tempo perdido. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Juana mas revolta ter, ainda, depois de todos os exemplos que temos tido, lidar com situações de desigualdade, injustiça, querrinhas e competições não é? Tudo poderia ser tão fácil se todos percebessemos o nosso papel neste mundo: amar. Só isto, amar. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Pedras reparaste na simplicidade desta mulher? Na maneira simples com que se apresenta, na maneira simples como ela fala de todo o seu trabalho? É uma mulher sempre com um sorriso nos lábios. Conheci-a pessoalmente, acompanhei a luta que ela travou para criar a ASTA e vi a alegria que o filho estampava no rosto. Mesmo tendo que pular muitas barreiras nunca se deixou vencer e aí está, de pé, o seu projecto.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Manuela muita coisa foi dita mesmo mas, poucas pessoas conseguem fazer desse slogan uma verdade sentida, como ela conseguiu e consegue todos os dias.
Beijinhos
Brown Eyes disse…
Multiolhares se nos aceitarmos, como diz, poderemos aceitar os outros facilmente. Todos temos um mundo maravilhoso dentro de nós o que acontece é que muitas vezes deixamos que o mundo exterior o vença. O nosso mundo não nos dá facilidade e o mundo exterior é feito de facilidades, este é o motivo porque nos deixamos vencer. Mas a beleza está no nosso, não naquele que nos obriga a esquecer o valor do ser humano.
Obrigada pela visita. Beijinhos
Brown Eyes disse…
quicas obrigada. Obrigada a si e à Ná. Ela permitiu alargar o meus horizontes na blogsfera e conhecer gente "diferente" que tal como eu dá valor ao ser humano. A pouco e pouco penso conhecer todos vocês que, pela mão da Ná, chegaram a este cantinho.
O tempo é limitador, o mesmo acontece comigo. Beijinhos e obrigada.
Brown Eyes disse…
pinguim nós estamos cá para isso para chamar à atenção do valor que todos temos, não para vencermos o próximo mas, sim para o acompanharmos e para o compreendermos. É tão fácil não é? Tu tens feito a tua parte neste apelo. Basta ouvirem-te. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Ná esta mulher é realmente excepcional, daquelas pessoas que não nos cansamos de admirar e que não nos decepciona nunca, nem nos momentos difíceis se vê nela uma nuvem. Uma Mulher com M grande que nos envolve em amor. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Giardia obrigada pela visita. A Ná contribui para alargar os nossos horizontes, para nos dar a conhecer cada um dos que a seguem. Tive a sorte de ser visitada por ela e penso aproveitar o que ela me ofereceu. Logo que me seja possível visitarei um a um. Beijinhos
Brown Eyes disse…
Jota obrigado por mais uma visita. Beijinhos
Brown Eyes disse…
AC às vezes há mais coisas más que boas e o mau consegue prender tanto a nossa atenção que acabamos por não ver as coisas boas mas, há-as. Esta Mulher é um exemplo disso, um exemplo vivo, que todos os dias se levanta com um sorriso nos lábios disposta a mostrar que o amor vence tudo e faz a diferença. Beijinhos
Brown Eyes disse…
FlorAlpina obrigada pela visita. Beijinhos
Fê-blue bird disse…
Minha querida amiga:
Tem sempre aqui sempre textos repletos de sabedoria e que nos fazem reflectir, não admira ser alvo de uma homenagem que depois de sair daqui vou espreitar com muito gosto ;-)
Vi e ouvi com atenção este excelente exemplo de vida e de fé no ser humano e na sua integração e valorização.
São estes exemplos que nos animam e fortalecem sempre que o desalento e a falta de esperança nos atormenta.
Competição, desvalorização e desumanização são o pão nosso de cada dia no nosso país, nas empresas, nas escolas, por isso chegámos ao fundo da moralidade e do respeito.
A família, o trabalho, a dignidade, são estes os valores que TODOS deviam seguir.

Beijinhos
Fernanda disse…
Amiga Brown Eyes,

Obrigada pelo link, vou lá procurar pelo Brown Eyes, o Just Like a Woman encontrei e juntei.o à minha Playlist, espero que não leve(s) a mal.

Posso tratar por tu? Estou "mal" habituada a fazâ-lo :)))

Amiga, vou levar o link deste texto e vídeo a uma amiga que publicou sobre o mesmo tema, com outra "roupagem" mas também de forma admirável, a Marli, do Blog da Marli.
Ela a visitará, tenho a certeza.

Gostava de explicar que tive linkado, durante todo o fim de semana, os três amigos lá na Quinta.
Retirei ontem por problemas de phishing ainda mal/não resolvidos totalmente, e ainda porque alguém muito "mal intencionado", mais um dos que fala no post anterior, dos que não merecem perdão, decidiu denunciar o meu Blog como tendo Termos Impróprios.... a palavra que eu "NÃO" usei mas que foi citada e tida como "Malacious" é a palvra "penis".
Dá para perdoar a gente desta???
Juro que se eu consiguir descobrir quem o fez, essa pessoa vai ser exposta na Blogosfera.
Estou até hoje em estado de choque e o "monstro" a rir-se certamente.

Diferentes e dementes são estes "seres" abjectos!

Beijos
Brown Eyes disse…
Fê felizmente ainda há pessoas que podem servir de exemplo e que conseguem ainda animar-nos, como dizes. Pessoas com muito valor, muito mais que eu, sem dúvida. Eu tento não errar, tento aproximar-me ao meu ideal de ser humano mas, elas já lá estão e vivem uma vida de dedicação aos outros sempre com um sorriso nos lábios. Beijinhos Linda.
Brown Eyes disse…
Fernanda sou Moçambicana e lá tratava-se toda a gente por tu por isso também estou habituada a isso.
Eu realmente experimentei entrar para conhecer os convidados e não encontrei nenhum link e estava a pensar que seria algum erro temporário e que se resolveria mas, afinal o rpoblema era outro. Estás a dizer que denunciaram o teu blog? E como resolves isso agora? Eu não saberia que fazer se isso me acontecesse mas espero que consigas resolver. Já consegui visitar a Ana Martins, pelo comentário que ela fez. Tentarei visitar o outro convidado e ler o teu novo post. Beijinhos
Pedrasnuas disse…
ESTA SENHORA É SIMPLES SIM MARY BROWN,MUITO SIMPLES MAS TEM MUITO CHARME E TEM UMA VOZ BONITA...E APRESENTA-SE BEM...

BEIJINHO
Pedrasnuas disse…
E ADORO O GATINHO E O PAPAGAIO, É UMA IMAGEM TÃO TERNURENTA QUE ME COMOVE...

BEIJOCA
Brown Eyes disse…
Pedras é o que se chama uma senhora fina, com aspecto delicado mas, com muita força. Ela é doce, uma pessoa doce que a vida não conseguiu amargar apesar de ter sido dura para ela. Uma pessoa que não te cansas de ouvir e admirar. Quando anda com o filho vê-se aquele brilho no olhar quando fala para ele. É o que eu chamo uma pessoa linda. Este linda engloba muitos atributos.
O gatinho e o passarinho são mesmo uma ternura, exemplificam bem o que quis transmitir. Beijinhos
Minha amiga as "cunhas" têm que ser
dentro do partido dominante, mas
se mudar acontece o mesmo. Em Portugal parece que é difícil mudar
certos hábitos.
Bj./Irene
Brown Eyes disse…
Irene só mesmo com uma ditadura. Eles quando vão para lá já vão a pensar no tacho. Beijinhos
Fernanda disse…
Amiga Brown Eyes!

Até hoje, e já lá vão alguns dias, ainda não sei se sei o que aconteceu exactamente nem se saberei resolver o problema.

Fui ao Blogger Help e entrei nos Forums todos possíveis e imaginários.
Tenho muita gente entendida a trabalhar para mim, 9 respostas já dadas e várias pistas possíveis, mas ainda nada está totalmente resolvido.
O que fiz imediatamente, foi fazer um back up de todo o Blog. Depois e a conselho dos top experts, retirei todos os gadgets que não são do Blogger.
Sei que um link para o phishing estava nos Racadinhos.
Agora, quanto à denúncia, infelizmente qualquer pessoa pode fazê-lo e até deve, em casos que eu venha a encontrar eu já sei como fazê-lo, mas é preciso ter consciência do que se faz, obviamente!
Qualquer pessoa "normal" não o faz por pura maldade e sem bases.
No meu caso fez. Difamou o meu Blog. Enxovalhou a minha imagem e fez-me muito mal.
Como já te tinhas certamente apercebido, quando eu peguei no teu texto sobre a maldade, eu já estava ferida de morte.
Não há mesmo como entender as pessoas.
Não sei coabitar com a maldade.
Nunca saberei.

Obrigada pelo carinho e cuidado.
beijinhos
Brown Eyes disse…
Fernanda também não compreendo a maldade e muito menos sei coabitar com ela. Espero que consigas resolver esse problema o mais depressa possível. Já fiquei com uma ideia, pelo que escreveste, como resolver algo parecido. Beijinhos e obrigada.
Anne disse…
infelizmente a maior parte dos males da humanidade deriva precisamente dessa inveja, ciúme para com os outros, as suas qualidades ou posses.
é terrível ver que a maioria das pessoas se define pelos títulos que tem, carros, casas ou dinheiro, que despreza quem pouco tem ou considera que são essas coisas que trazem felicidade. é claro que o dinheiro não traz felicidade apesar de ajudar a isso - a não ser que seja de forma tão excessiva que transforme qualquer pessoa num tio Patinhas.

grande post.

um beijo grande para ti
Brown Eyes disse…
Anne
como se os titulos ou bens materiais fossem suficientes para dignificar alguém. Penso que o dinheiro destrói o homem e torna-o insensível. A felicidade não se compra, felizmente, senão os pobres seriam uns infelizes. Aceitar a nossa realidade, o nosso eu é aquilo que nos pode fazer felizes. Beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Afinal é por Isto ou por Aquilo?

O aquecimento global deve-se a quê? Ando completamente baralhada mas...Quero continuar assim.
“O  aumento da temperatura do planeta é ocasionado pela acumulação na atmosfera de gases como o Dióxido de Carbono,   Metano,   óxido de azoto e os CFCs, provenientes do uso de combustíveis fósseis e processos industriais. Este aumento da temperatura é conhecido como Efeito Estufa, sendo que o Dióxido de carbono é o principal gás da atmosfera que tem a capacidade de absorver a radiação infravermelha do sol. Com o advento da industrialização ocorreu uma elevação nos níveis de Dióxido de Carbono na atmosfera, que está se intensificando a cada dia que passa, provocando um aumento na temperatura terrestre com consequentes alterações climáticas globais….” in EFEITO ESTUFA - UNESP ou
“A astrofísica Jillian Scudder, da Universidade de Sussex, prevê que a Terra tem ‘apenas’ mais cinco mil milhões de anos de vida, antes de ser engolida pelo sol. A vida do próprio sol chegará ao fim, mas entretanto est…