Avançar para o conteúdo principal

Certezas do tempo



Olhando o passado encontro-te a meu lado, sorrindo, esperando-me a cada canto da vida, petiz, roliço, cabelo ao vento, olhos oblíquos, negros, sentado sobre a segurança.

Olhando o presente procuro-te entre a multidão, esperando-te a cada minuto passado, adolescente, cabelo negro, comprido, rosto marcado pela rebeldia, sentado sobre a dúvida.

Olhando o futuro concebo-te presente nos segundos de uma vida, envelhecida pela responsabilidade, esperando-te mortificadamente, curvo, cabelo prateado, raro, rosto marcado pela vida, pálpebras enrugadas sobre uns olhos obliquamente risonhos, sentado sobre a história de uma vida.

Brown Eyes

"Certezas no tempo" publicado com o título "Onde Estás?"

Comentários

Mulher a 1000/h disse…
Lindo, Inspirado e Comovente! Para não variar! :)
Brown Eyes disse…
Silvia um pouco descuidado, eu acho. Falta-lhe qualquer coisa mas, não sei o quê :).Beijinhos minha querida.
Gingerbread Girl disse…
Muito, muito bonito... =)

Talvez... quem sabe.

kiss*
Brown Eyes disse…
É isso mesmo Ginger, quem sabe. Beijinho Amiga.
Karlytus disse…
gostei.. e sei do que falas.. sei pq tb eu crio.. e n é sempre q criamos aquilo q temos realmente dentro de nós.. pq por vezes n encontramos as palavras certas para aquilo q queremos dizer.. talvez pq nem existam.. quem sabe? ;)

um beijinho azul e parabéns pelo texto.. gostei mesmo! ;)
Brown Eyes disse…
Karlytus depois fica uma sensação de dúvida não é? Como dizes talvez não existam mesmo ou será que estão acorrentadas? Que elas não saem não saem. BJS e um BFDS Super azul para ti TB
maria teresa disse…
Descrição de uma vida em três actos. Provou que em poucas palavras bem encadeadas, se pode escrever um texto lindo e "extenso"
:)
Brown Eyes disse…
Maria Teresa obrigada pelo teu contributo. A tua opinião será sempre bem vinda.
HannaH disse…
gosto tanto de te ler...apesar de este texto, como dizes mais acima parecer k está imcompleto, que ficou algo por escrever, transparece o que as tuas palavras sempre me oferecem: sonhos e conforto.

obrigada! beijinhos
Brown Eyes disse…
Querida HannaH tens a mesma sensação não é? Pois mas...o que é, não saiu e não saí. Hum...que miminho bom. Que mais posso eu desejar? Disse e repetirei, vezes sem conta, que não há quem tenha comentadores melhor que eu. Um beijinho grande para ti.
Pedro Antônio disse…
Lindo texto!

É tão bom esperar por alguém especial! Na verdade, é a felicidade que a gente espera!

Abração!

Pedro Antônio
Brown Eyes disse…
Obrigado Pedro por mais uma visita. Esperar por alguém especial que nos traz a felicidade completa. BJS
meldevespas disse…
Olha Mary B., desculpa mas n consigo achar aqui nada em falta...ou melhor, a vida é mesmo isso, um bocado de caminho cheio de lacunas que não chegamos nunca a compreender.
Gostei da forma sensivel como abordaste a existência. Não sei se és mãe, mas a mim, esse dado é o que mais me faz ter este olhar, quase de uma forma constante, umas vezes com angustia, outras com saudade, outras ainda com a impaciência própria da felicidade.
Gostei muito.
Beijos Grandes
Brown Eyes disse…
Muita perspicácia Mel.A vida de uma Mãe e lacunas incompreensíveis…. Que interligação!!!. Deve ser ela que me dá esta sensação de falta, falta de algo… Beijinhos e obrigada

Mensagens populares deste blogue

Carnaval de Vermes

Fotoshop, para quê? Continuas Feia por Dentro!

Em primeiro lugar, vou pedir desculpa a quem costuma passar por aqui. Quem o faz sabe que há atitudes que me revoltam e que por isso...Vou desabafar. Tenho andado super, super indignada com certas publicações no facebook de uma pessoa que conheci há muitos anos, tantos que até já me esqueci. Trago essa pessoa atravessada porque foi e é, não acredito em milagres, a pessoa mais ordinária que conheci e que, infelizmente, tive que lidar de muito, muito perto. Há um tempo atrás descobri uma página dela no facebook (se cometer algum erro  não se admirem, sou uma dessas excepções que nada percebe sobre o facebook) e daí para a frente as publicações e até as páginas (os nomes também vão mudando) têm mudado (faz-me lembrar aquelas pessoas que passam a vida a mudar de número de telemóvel, sempre que querem fugir de alguém mudam de número de telemóvel). Muda tudo mas, a frase de apresentação vai mantendo o mesmo sentido, mais coisa menos coisa, a última é:
Sou amante do Universo, da paz, do conh…