Avançar para o conteúdo principal

Liberdade e Igualdade

Será o 25 de abril um dia tão importante ao ponto de fazer esquecer:

. Que o exemplo deve vir de quem nos governa, de quem tem mais poder;

. Que estamos, há meses, fechados, em casa, para conseguirmos vencer um vírus;

. Que há pessoas a sacrificarem-se para que os outros se curem e não se alastre esta pandemia;

. Que existe imensa gente a utilizar uma máscara, luvas, fatos de proteção durante horas o que, como devem imaginar, não é fácil, para o bem comum;

. Que, aqueles que tratam, transportam, cuidam dos que não se livraram deste maldito vírus (que ainda não sei onde nasceu, não acredito em tudo o que ouço) que não veem a família, com medo de as contaminarem, que nem dormem em casa;

. Que todos nós, por mais que amemos o conforto do nosso lar,  já estamos no limite, ansiosos, perturbados com a perca, não só, da nossa liberdade como de toda a nossa rotina.

Todos nós perguntamos?
Afinal somos ou não todos iguais e responsáveis?

O 25 de abril vai abrir um procedente. Nem todos os portugueses   cumprem e são responsáveis pelos seus atos. Estes passarão a cumprir menos ainda e o milagre português cairá por terra.
Os mortos aumentarão, os que mais me preocupam, assim como os contaminados.

Quem vai pagar esta fatura?
O povo.

Neste caso não haverá empréstimos  que nos salvem porque, a doença, não reconhece este medicamento.

Cuidado, pensem bem, não se esqueçam que só conseguimos rebobinar um filme e, nesmo assim, nunca mudamos a história ou o fim.

Preocupem-se com a vida para, todos, podermos cá estar no 25 de abril de 2021.

Comentários

Última hora:
A Assembleia Municipal de Oeiras irá celebrar Abril, com um elemento de cada bancada eleita e o Presidente e a Vereação estarão presentes na dita.

De manhã, haverá hastear das bandeiras!
Brown Eyes disse…
Rogério ainda há quem festeje! Acho que festejar alguma coisa na situação em que vivemos é de loucos. Não se lembram que nós, povo, temos sempre acesso a parte da verdade. Pergunto:
Neste caso a quantos quilómetros estamos dela (verdade)?
Ainda bem que há crentes, esses estão sempre felizes. Quem nada sabe, nada pode duvidar. Tão bom nada saber. Cada vez os "invejo" mais. São felizes e nada os preocupa. Ainda hoje fui acordada, às 5 da manhã, por uma enxurrada de álcool feminino que fazia ginástica à voz em inglês e num tom muuuito elevado enquanto a polícia dormia.
Deve ser ótimo viver nesta ignorância, total.
Brown Eyes disse…

ركن الامثل
هذه المدونة لا تقبل الإعلان. لذلك ، في كل مرة توجد رسائل في هذا الصدد ، سيتم حذفها.

نحن لسنا مهتمين بالحصول على الكثير من التعليقات. الأرقام هنا في Just a Woman تساوي صفر ، نحن مهتمون بمشاعر متابعينا.
شكرا لك ولكن سيتم حذف جميع تعليقاتك.

Mensagens populares deste blogue

"Dos Fracos Não Reza a História"

Diria que nem dos cobardes, mentirosos, trapaceiros, calculistas, maniatadores (esta palavra faz-me rir. Para eles são eles os maniatados), manipuladores e dos parasitas.

Hoje, o mundo está cheio deles. Damos um passo e encontramos um.

Pergunto?

Como se escreverá amanhã a história?

Silêncio

Hoje é o dia mundial do silêncio.
Porquê? 
Vivemos numa sociedade silenciosa. 
Descobrimos,há muito, que o melhor é calar. Falar só nos prejudica.
Ando a magicar (eu que sempre fiz o que me apeteceu e habituei-me a dizer o que penso e sinto) que devia quebrar o silêncio.
Destroçaria a imagem de muita gente que, pelo meu silêncio, vai manipulando como e quem quer.
Quem cala consente mas, tantas vezes,  calamos por sabermos que há pessoas que não merecem que percamos  um minuto da nossa vida.
Ou, o que é pior, calamos porque desprezo e silêncio são as melhores respostas e a maior vingança. G M T Y InglêsPortuguês InglêsPortuguês A função de fala é limitada a 200 caracteres Opções : Histórico : Comentários : DonateEncerrar

D. Misérias

Um dia bate-nos à porta tudo o que fizemos. Acredito que a D. Misérias pensasse que não e por isso dedicou-se há quase 30 anos a desviar o que pertencia à "Outra" e a passar-se por Nossa Senhora, o que nem ao DIABO lembraria. O Sr. Diabo sabe que há quem seja mais inteligente que ele mas, a D. Misérias pensa que ela é tão inteligente que consegue esconder os desvios, assaltos que fez àquela que nasceu antes dela. D. Misérias que pena que a senhora ache que sabe alguma coisa! A senhora nunca foi ninguém enquanto andou a estudar e, a Outra, destacou-se sempre, não foi? Daí a D. Misérias sentir tantos ciúmes dela e lhe ter roubado tudo. D. Misérias ser ambiciosa não lhe vale de nada e muito menos ter imitado toda a vida a Outra. A Outra pintava, escrevia, prosa e verso, a outra dava explicações, a outra é prendada e a senhora é uma imitação barata. Culta? Deixa-me rir! Não me diga que agora até começou a ler? Deixe-se de imitações baratas!
Durante 40 e tal anos nunca soube o q…